ABC - Política -

Vanessa Damo já teria um novo amor? A ex-deputada responde!

No meio político da Baixada Santista começou a circular a informação de que a ex-deputada estadual Vanessa Damo (PMDB) e o ex-vereador de Praia Grande Carlos Karan (PSD) estariam juntos, com direito a passeios por restaurantes finos e clima de romance. Como existe aquela máxima de que onde há fumaça há fogo, o BLOGDOBAENA foi direto na fonte e conversou com Vanessa.

fg177440

Vanessa garante que ela e o ex-vereador de Praia Grande se aproximaram apenas pela atuação política de ambos

Ela e Karan se conhecem há pelo menos três anos. Em 2015, por exemplo, denunciaram a Fundação do ABC por irregularidades na área da Saúde em Mauá e em Praia Grande. Mas a ex-deputada nega que tenha encontrado um novo amor e garante que a relação entre ambos se limita a isso (aproximação política). Confira:

Blog do Baena – Vanessa, você e o ex-vereador Carlos Karan, de Praia Grande, estão namorando? Dizem que já foram vistos de mãos dadas, em restaurantes do litoral…

Vanessa Damo – Foram 15 anos de união (com Júnior Orosco), nunca trai meu marido, mas o término foi traumático. Então, preferi me resguardar e cuidar das minhas filhas. Por isso, não procede essa informação.

83121f_9c3100d6bab8477989c7197e2df4654e

Karan (primeiro à esquerda) e Vanessa apresentaram denúncia contra a Fundação do ABC

Blog do Baena – Bom checar, né!? A informação é a de que estariam mantendo discrição…

Vanessa – Se fosse verdade falaria, mesmo. Ele é solteiro e eu terminei um casamento, portanto, não teria problema algum. Estivemos próximos por conta de nossa atuação política, soube que ele foi candidato a prefeito no ano passado. Mas, depois disso, nem tivemos mais contato.

Recentemente, Vanessa se envolveu num escândalo com o ex-marido, que protagonizou uma sextape com a amante. Júnior Orosco, presidente do PMDB de Mauá, chegou a ser exonerado da Prefeitura da cidade – para onde também indicou a amante -, mas já estaria se reaproximando do prefeito Atila Jacomussi (PSB). Karan, por sua vez, trocou o PDT pelo PSD e concorreu no ano passado à Prefeitura de Praia Grande, sendo derrotado por Alberto Mourão (PSDB), que acabou reeleito.

Vanessa teve ainda seu mandato de deputada cassado por abuso de poder econômico, ficando inelegível até 2020. Também foi afastada, por determinação da Justiça, da superintendência do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente), em São Paulo, onde tinha cargo de chefia por indicação do presidente Michel Temer (PMDB).

Em contato com o blog, Karan também negou o namoro. “Vanessa é minha amiga. Já atuamos juntos na Frente Parlamentar que investiga a Fundação do ABC”, disse.

Leia também:

Morre secretário de Esporte de Mauá, internado após ter sido baleado

 

 

 

 

Compartilhar: