ABC - Política - Sociedade -

Orosco Júnior deixará Prefeitura de Mauá

A situação de José Carlos Orosco Júnior na Prefeitura de Mauá chegou no limite do sustentável e o secretário de Obras do município decidiu deixar o governo Atila Jacomussi (PSB) – o pedido de demissão será entregue nesta sexta (27). Ele é acusado de agredir física e psicologicamente a mulher, a ex-deputada estadual Vanessa Damo. Ela é presidente do PMDB Mulher e Orosco Júnior – que nega as acusações – preside o partido em Mauá.

Embora Atila não tenha se pronunciado oficialmente sobre o assunto, ele vinha sendo pressionado pela vice, Alaíde Damo (mãe de Vanessa), e pelo ex-prefeito Leonel Damo a exonerar o secretário. O caso ganhou repercussão no PMDB estadual e Orosco Júnior pode ser expulso do partido após investigações.

O pivô da crise no relacionamento entre Vanessa e o marido, que culminou em pedido de divórcio, seria a secretária de Assuntos Jurídicos de Mauá, Camila Brandão Sarem – que também será exonerada (Orosco Júnior teria se empenhado pessoalmente para a nomeação dela, que já atuou em Ribeirão Pires). Ele chegou a sugerir a Atila que seu pai – José Carlos Orosco – assumisse como secretário de Obras.

Vanessa alegou à polícia ter sido agredida quando tentava retirar as filhas da casa dos sogros

Vanessa alegou à polícia ter sido agredida quando tentava retirar as filhas da casa dos sogros

O sogro de Vanessa, no entanto, é acusado por Alaíde de ter participado da agressão à sua filha – ocorrida no apartamento dos sogros da ex-deputada. Ele teria ajudado o filho a arrastá-la até o elevador do prédio. Orosco Júnior teria tentado asfixiá-la. Ainda segundo a vice-prefeita, que diz ter enfrentado o genro, Vanessa deslocou o ombro.

Diante da repercussão do episódio, ocorrido no último domingo (22), Orosco Júnior excluiu suas páginas em redes sociais (Camila Brandão Sarem, que é casada, fez o mesmo). Ele alega que Vanessa – que está sob medida protetiva – vive uma crise emocional. O casal tem duas filhas, uma de 01 e outra de 03 anos, que estão com a ex-deputada.

 

(Atualização)

No início da noite desta sexta (27), a Prefeitura de Mauá confirmou, em nota, a exoneração de Orosco Júnior. Por enquanto, Camila Brandão Sarem segue na administração.

 

Compartilhar: