ABC - Política -

Morre secretário de Esporte de Mauá, internado após ter sido baleado

O secretário de Esporte de Mauá, Sandro Paccola, 50 anos, morreu nesta sexta-feira (09), no Hospital Estadual Mário Covas, em Santo André. Ele estava internado desde o dia 17 de maio, quando foi baleado ao sair de sua casa, no Jardim Maringá.

O prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), lamentou a morte do integrante do governo e decretou luto oficial no município. “Que Deus conforte o coração de todos os familiares e amigos nesse momento tão difícil. Paccola esteve ao nosso lado em muitas lutas a favor do povo, um homem apaixonado pela nossa querida Mauá e que nunca mediu esforços para melhorar a qualidade de vida da população. Seu trabalho no Esporte é notável e fez a diferença, tanto que vinha à frente da Secretaria de Esporte desempenhando um grande trabalho, um legado que jamais será apagado”, publicou em suas redes sociais.

Tiros

Paccola foi baleado após uma discussão com um homem de 36 anos – seu vizinho e a quem teria prometido um emprego na Prefeitura. O secretário levou um tiro no peito e outro no rosto, que atingiu de raspão seu globo ocular.

Iniciamente levado ao Hospital Nardini, em Mauá, ele foi transferido para o Hospital Mário Covas, onde passou por cirurgia. Familiares não autorizavam a divulgação de dados sobre o estado de saúde do paciente – a causa da morte teria sido uma infecção.

Filiado ao PR, Sandro de Oliveira Paccola foi candidato a vereador nas eleições municipais de 2012. Natural de Mauá, ele era formado em Educação Física e professor credenciado pelo CREFI (Conselho Regional de Educação Física). Atuou como jogador de futebol profissional nos clubes Juventus, da Mooca; Palestra, de São Bernardo; e Paulistanos, de São Roque, além do Grêmio Mauaense (onde foi revelado e, posteriormente, trabalhou como educador físico). Foi ainda professor de futebol na Prefeitura de Mauá e de Matemática, Ciências e Educação Física na rede estadual. Desenvolvia trabalhos sociais no Jardim Maringá, onde morava e mantinha uma escolinha de futebol para crianças.

(Atualização):

O velório terá início às 11h deste sábado (10), no Cemitério Vale dos Pinheirais, e o enterro está marcado para às 16h30, no Cemitério Vila Vitória, ambos em Mauá.

Não resistiu – Tedão Paccola, pai do secretário, morreu na manhã deste sábado. Segundo informações preliminares, ele sofreu um infarto após receber a notícia do falecimento do filho.

Leia também:

Prefeitos do ABC se evitam durante evento em São Paulo

Compartilhar: