ABC - Política -

Morando cumpre agenda em Brasília e recebe crítica de Manente na Câmara dos Deputados

O prefeito Orlando Morando (PSDB), de São Bernardo, cumpriu intensa agenda em Brasília, nesta quarta-feira (22). Entre os compromissos, conversas com os ministros Roberto Freire (Cultura), José Mendonça Bezerra Filho (Educação), Ricardo Barros (Saúde) e Bruno Araújo (Cidades).

Freire autorizou aporte de R$ 2 milhões para reforma e reabertura do Teatro Elis Regina, no bairro Assunção. Com Bezerra Filho a conversa foi sobre a cobertura de 13 quadras esportivas em escolas municipais. Serão liberados R$ 2,4 milhões para essa finalidade. No setor da Saúde, a pauta foi a solicitação de recursos para o custeio do Hospital de Clínicas. “Não nos foi prometido, mas tivemos a chance de destacar itens relevantes”, pontuou o prefeito.

A secretária de Educação de São Bernardo, Suzana Dechechi, Morando, o ministro José Mendonça Bezerra Filho (Educação) e vice-prefeito e secretário de Serviços Urbanos, Marcelo Lima

A secretária de Educação de São Bernardo, Suzana Dechechi, Morando, o ministro José Mendonça Bezerra Filho (Educação) e vice-prefeito e secretário de Serviços Urbanos, Marcelo Lima

Com Cidades, o assunto foi o desenvolvimento de projetos habitacionais. Presidente do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, Morando ainda aproveitaria o encontro com o ministro Bruno Araújo para tratar da escolha de um representante do governo federal para participar das assembleias da entidade, facilitando o diálogo entre os sete municípios da região e o Planalto.

Além de Morando, o município foi representado pelo vice-prefeito e secretário de Serviços Urbanos, Marcelo Lima, pela titular da Educação, Suzana Dechechi, e por Geraldo Reple Sobrinho, secretário de Saúde.

Enquanto isso…

O deputado federal Alex Manente (PPS), adversário de Morando no segundo turno, foi à tribuna da Câmara Federal criticar a falta de respostas do prefeito de São Bernardo a respeito da destinação de R$ 6 milhões em emendas de seu gabinete. Manente chegou a dizer que parece que a cidade não precisa dos recursos e que Morando deve “deixar o rancor de lado”. A Prefeitura contestou o desinteresse.

Neste ano, Manente já esteve visitando algumas prefeituras para oficializar o encaminhamento de verbas parlamentares: R$ 1,5 milhão para Santo André (saúde); R$ 3 milhões para São Caetano (infraestrutura urbana); R$ 2 milhões para Diadema (saúde e infraestrutura urbana), R$ 1,3 milhão para Mauá (saúde); R$ 1 milhão para Ribeirão Pires (saúde); e R$ 500 mil para Rio Grande da Serra (saúde). Com os R$ 6 milhões para São Bernardo, o montante chega a R$ 15,3 milhões para a região do ABC.

manente

O deputado federal diz estar “a inteira disposição” do prefeito Orlando Morando para discutir procedimento a ser dado. Mas, inicialmente, até por entender como necessidade da atual administração municipal, R$ 4 milhões estão destinados à saúde e R$ 2 milhões para infraestrutura.

Leia também:

Morando mira pichadores e implica com “prostíbulos”

Compartilhar: