ABC - Economia -

Em Santo André, Doria diz que discurso anti-PT vai pautar campanha presidencial de 2018

João Doria (PSDB), esteve pela primeira vez em Santo André, após a eleição de 2016. Coube ao prefeito de São Paulo, nesta quarta-feira (09), a abertura do 1º Meeting Empresarial, promovido pela Prefeitura, no Teatro Municipal, com o objetivo de fomentar investimentos e discutir o futuro do município do ABC.

Diante de uma plateia de lideranças empresarias e autoridades, Doria repetiu o discurso feito no mês passado em evento na divisa de São Paulo e São Bernardo. Para ele, o anti-petismo vai pautar as eleições de 2018. “O discurso do PT é anti-Brasil e, para tudo o que for contra o Brasil, eu estou do outro lado”, argumentou.

O episódio da ovada em Salvador, na última segunda (07), quando chegava para receber o título de cidadão soteropolitano (o prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior, do PSDB, integrava a comitiva), também foi lembrado e serviu para outras cutucadas. “O baiano legítimo me ofereceu um bom tratamento. A hostilidade foi de uma minoria ruidosa e maldosa que não quer o bem do país. A esses ofereço meu trabalho, porque trabalhar é exatamente aquilo que eles (seguidores do PT) não sabem fazer.”

Agenda presidencial 

Viagens como a realizada ao Nordeste – entre outras já marcadas – dão a entender que Doria está cumprindo uma agenda tipicamente presidencial, embora ele diga que não pretende disputar com Geraldo Alckmin (PSDB) prévias para a definição do candidato tucano à presidência. “Atendo convites e recebo homenagens do setor empresarial em diversas cidades e capitais brasileiras. Não é presidencial (a agenda)”, desconversou o prefeito. “Com relação a Alckmin (governador de São Paulo) não faz sentido disputar prévias com ele. É meu amigo e um nome histórico no PSDB, tenho que respeitar sua dimensão política.”

Há rumores de que o chefe do Executivo paulistano estaria migrando para o DEM, com apoio de PMDB e PRB. Daí a aproximação com ACM Neto, prefeito de Salvador.

Veja entrevista exclusiva de Doria (a Gustavo Baena) para a RDTV, tv online do Jornal Repórter Diário, durante o evento:

Modernização da Gestão Pública

Durante o 1º Meeting Empresarial, foram apresentados aos participantes dados sobre a Santo André de hoje (8ª cidade mais desenvolvida do estado de São Paulo e a 15ª em todo o Brasil; 10ª maior economia do Estado e a 29ª do país) e metas para os próximos 36 anos – até a comemoração dos 500 anos do município. O prefeito Paulo Serra (PSDB) assinou protocolo de intenções para firmar convênio com o Movimento Brasil Competitivo (MBC), que tem como o objetivo aplicar conceitos da iniciativa privada na gestão pública, algo amplamente defendido por Doria.

“É uma ação cooperada que melhora políticas públicas, eficiência, reduz custos e faz com que sejamos melhores prestadores de serviços à população”, disse o prefeito da Capital. “Mais de 400 empresários estão aqui representando 99% do PIB (Produto Interno Bruto) de Santo André, fomentando negócios e o desenvolvimento da economia andreense. Apesar de berço da indústria, nosso desenvolvimento passa hoje, inevitavelmente, pela inovação”, lembrou o prefeito, também presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico do Grande ABC – à frente da instalação do primeiro Parque Tecnológico da região (previsto para 2018, no antigo prédio da Rhodia).

Serra adiantou que, no próximo ano, vai enviar à Câmara projeto de lei para a concessão de incentivos fiscais para empresas que geram empregos na cidade. O secretário de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Ailton Lima, reforçou que a administração já vem fomentando o empreendedorismo e a desburocratização. “E Santo André tem muitos atrativos para novos investimentos. Além da logística privilegiada e de instituições de ensino que qualificam profissionais, estamos reestruturando os eixos para a atuação industrial (por meio da revisão da LUOPS – Lei de Uso e Ocupação do Solo), com foco em cadeias produtivas inovadoras para a região da Avenida dos Estados.”

Empresários debateram fomento de negócios e Prefeitura apresentou proposta de modernização administrativa

Três dos maiores executivos de empresas presentes em Santo André participaram do meeting como palestrantes: Sebastian Soares, sócio-líder de mercado empreendedor da KPMG do Brasil); Chieko Aoki (presidente da rede do hotéis Blue Tree); e Renato Boaventura, presidente da unidade Fibras da Rhodia – grupo Solvay). Boaventura, por sinal, anunciou que a empresa prevê investimentos da ordem de R$ 25 milhões de reais na cidade nos próximos anos.

Leia também:

Morando oferece jantar a Doria para se fortalecer ao governo de SP, mas PSDB tem outros nomes

 

Compartilhar: