ABC - Política -

Eleição das comissões e Carta da Transparência dão o tom da primeira sessão ordinária em São Caetano

O Legislativo de São Caetano realizou nesta terça (07) sua primeira sessão ordinária deste ano com a eleição dos membros das duas comissões permanentes da Casa para o biênio 2017-2018. No último dia 26, o recesso parlamentar foi levantado para que – em caráter extraordinário – os vereadores pudessem analisar e modificar a lei sobre a localização de postos de gasolina próximos a estabelecimentos de ensino.

Para a Comissão de Justiça e Redação, foram eleitos os vereadores Dr. Seraphim (DEM), Edison Parra (PSB), Jander Lira (PMDB), Olyntho Voltarelli (PSDB) e Suely Nogueira (PMDB). Já em Finanças e Orçamento estarão César Oliva (PR), Eduardo Vidoski (PSDB), Chico Bento (PP), Marcel Munhoz (PPS) e Sidão da Padaria (PMDB).

IMG_8459

Com essa configuração, vereadores que não integravam o arco de alianças do prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), em outubro, são maioria nas comissões. No dia 1º de janeiro, a eleição de Pio Mielo (PMDB), aliado do ex-prefeito Paulo Pinheiro (PMDB), para a presidência e da mesa diretora da Câmara – com um vereador do PR, mesmo partido de Fábio Palácio, que foi candidato a prefeito – já não foi bem digerida pelos lados do Palácio da Cerâmica, embora Pio e Auricchio aleguem relação independente entre os poderes, ainda que “cordial e em favor da cidade”.

Transparência

Além da eleição das comissões, chamou a atenção a entrega que o presidente da Câmara, Pio Mielo, fez para Mário Camilo Bohm, presidente do Observatório Social de São Caetano do Sul, da Carta da Transparência. No documento – assinado por 10 dos 19 vereadores -, a entidade solicita o apoio do Legislativo para que o Executivo cumpra nove itens estipulados para o controle dos gastos públicos e em respeito aos cidadãos do município. Os nove parlamentares que não assinaram integram o bloco do prefeito Auricchio.

16463787_639514109582671_272721338201902761_o

Compartilhar: