ABC - Política -

Vereadora Marilda Brandão morre aos 46 anos, vítima da Covid-19

marilda brandao santo andre

Prefeito Paulo Serra decretou luto oficial de três dias em Santo André pela morte da vereadora, que havia assumido mandato no início de fevereiro

A vereadora Marilda Brandão, de 46 anos, morreu nesta sexta-feira (12) em Santo André. Ela estava no Centro Hospitalar Municipal (CHM) e foi vítima de complicações da Covid-19.

Marilda foi internada no dia 16 de fevereiro no hospital de campanha do Ginásio Pedro Dell’Antonia, onde seu filho Edilson Bruno de Moura Brandão, o Nino, também chegou a ser hospitalizado. Com o agravamento de seu quadro clínico, ela foi transferida para o CHM no último dia 04.

O prefeito Paulo Serra (PSDB) decretou luto oficial de três dias no município pela morte da vereadora. “Com extrema tristeza e pesar, recebemos nesta manhã a notícia do falecimento. Marilda perde esta batalha contra o vírus e nos deixa de maneira precoce”, manifestou o chefe do Executivo andreense por meio de nota.

A notícia da morte de Marilda Brandão repercutiu no meio político municipal e regional:

“É uma grande perda para a cidade e fará muita falta sua garra, coragem e amizade. A esperança é que ela já está com Deus. Continuemos trabalhando para que outras vítimas vençam essa luta.” – Pedrinho Botaro (PSDB), presidente da Câmara de Santo André

“A história de Marilda encoraja a participação de mulheres na política e inspira o bem à nossa cidade. Desejo muita paz aos familiares e amigos para enfrentarem esse momento difícil.” – Professor Jobert Minhoca (PSDB), vereador em Santo André

“Mais una pessoa querida que foi vítima dessa terrível doença. Acompanhei de perto seu trabalho, a sua dedicação à cidade e a luta pela regularização dos imóveis do Centreville. Marilda vai fazer falta, sua humildade e seu carisma vão deixar saudades.” – Eduardo Leite (PT), vereador em Santo André

“Santo André perdeu uma grande mulher, que buscou a vida inteira melhorar a vida de sua comunidade. Esse ano, Marilda realizou o sonho de ser vereadora, mas acabou sendo mais uma vítima de uma doença que acabou com os sonhos de mais de 260 mil pessoas. Marilda deixa um grande legado e a lição de coragem e determinação.” – Alex Manente (Cidadania), deputado federal

“Recebo com muita tristeza a notícia do falecimento da vereadora de Santo André, Marilda Brandão. Líder do movimento de regularização fundiária do Centreville, foi muito importante na luta por moradia.” – Luiz Fernando Teixeira (PT), deputado estadual

“Quero prestar minha solidariedade à família pelo falecimento da vereadora Marilda Brandão e lamentar profundamente o pouco tempo de convívio que tivemos este ano na Câmara e que foi interrompido de forma abrupta pela Covid-19. Conheci Marilda pelas suas lutas no Centreville e também fui professor de seu companheiro, Nenê Brandão, com quem convivo desde os anos 80.” – Ricardo Alvarez (PSOL), vereador em Santo André

“É com tristeza que recebo a notícia do falecimento da vereadora Marilda Brandão, minha colega na Câmara de Santo André. Mulher guerreira que muito lutou pela região do Centreville e foi assim, com a mesma garra, que travou uma batalha pela vida.” – Dra. Ana Veterinária (DEM), vereadora em Santo André

Perfil

Nascida em Santo André em 11 de janeiro de 1975, Marilda Brandão era filiada ao PSD e suplente do vereador Edson Sardano, do mesmo partido. Ela tomou posse no início de fevereiro quando ele reassumiu o posto de secretário de Segurança Cidadã na gestão Paulo Serra.

Em 2017, então filiada ao PMB, já havia assumido cadeira no Legislativo por um breve período. Na ocasião, era suplente do ex-vereador Tonho Lagoa.

Líder comunitária, Marilda presidiu a Associação União e Luta dos Moradores do Centreville. Desde os 08 anos de idade, acompanhava o pai na luta pela regularização fundiária do bairro, junto com outros moradores. Essa luta chegou ao fim  em fevereiro de 2020, com o início da entrega das escrituras para 1.180 famílias.

Marilda também se dedicava ao projeto “Deixa Viver”, que atende 500 crianças de comunidades carentes. Casada, ela deixa quatro filhos e uma neta.

Covid-19

Na última terça-feira (09), diante do afastamento médico de Marilda, Silvana Medeiros, segunda suplente do PSD foi empossada vereadora na Câmara de Santo André – agora deve seguir em definitivo no cargo. Outro vereador do município, Jorge Kina (PSDB) também segue internado com em estado grave em razão da Covid-19. Ele precisou ser intubado e foi transferido para São Paulo.

Leia também:

Blog do Baena estreia programa para TV e redes sociais

COMPARTILHAR: