ABC - Sociedade -

São Caetano: DAE vira SAESA e passa a englobar novos serviços

O DAE (Departamento de Água e Esgoto) de São Caetano agora atende por Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental). Na prática, a autarquia municipal passa a contar com novas atribuições: coleta de lixo (inclusive a seletiva), poda de árvores, manutenção em áreas verdes e políticas ambientais, além da gestão de água e esgoto.

A novidade  foi anunciada nesta quarta-feira (29), em cerimônia no auditório da autarquia. O prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) e o superintendente do Saesa, Rodrigo Toscano, ainda tornaram públicos a nova marca do órgão, o novo uniforme e o layout da frota.

A nova estrutura é inspirada no Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), com modelo pioneiro em saneamento integrado, exemplo no país. Deficitária com a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), de quem compra água no atacado, a autarquia andreense, porém, deve passar por mudanças em breve – e não se descarta uma gestão compartilhada.

O projeto de reforma administrativa e modernização do DAE, criado em 1969, foi apresentado pela Prefeitura e aprovado pela Câmara no início deste mês, dando origem ao Saesa. “O Saesa vai colocar São Caetano na vanguarda da qualidade de vida, tratando a sustentabilidade de forma profunda, séria e responsável”, afirmou o prefeito.

Orçamento

Ainda em São Caetano, os vereadores aprovaram, nesta terça-feira (28), o orçamento municipal para o exercício de 2018. A previsão é arrecadar R$ 1,45 bilhão, incluindo as administrações direta e indireta. As 12 emendas ao texto original do Executivo, apresentadas pelos vereadores Jander Lira e Chico Bento, ambos do PP, foram rejeitadas. O prefeito poderá remanejar 50% da peça orçamentária em caso de situação emergencial.

Leia também:

Câmara de Santo André vai reduzir de 11 para 09 número de comissionados por gabinete

 

Compartilhar: