ABC - Economia -

Santo André é a cidade do ABC que mais gerou empregos em 2019

Com 2.305 postos de trabalho criados, município responde por mais de 60% das vagas abertas nas cidades da região; destaque para setores de serviços, construção civil e comércio

O município de Santo André foi responsável por 61,1% de todos os postos de trabalho criados no ano passado entre as sete cidades da região do ABC. Os dados fazem parte do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério da Economia, divulgados na sexta-feira (24).

As cidades do ABC geraram 3.771 empregos de janeiro a dezembro de 2019. Deste total, 2.305 postos de trabalho foram criados em Santo André, com destaque para os setores de serviços (1.304 vagas), construção civil (997 vagas) e comércio (885 vagas).

“Um dos nossos principais desafios, desde o início da gestão, é a geração de emprego e renda para os andreenses. Com novos postos de trabalho garantidos, a cidade vem recuperando seu protagonismo socioeconômico, com desenvolvimento permanente e sustentável. Vamos continuar focados nas políticas públicas que reforçam este bom desempenho, não medir esforços para conquistar ainda mais dados positivos, oferecendo capacitação, oportunidades e aquecendo a economia do município”, diz o prefeito Paulo Serra (PSDB).

Setores de construção civil, comércio e serviços puxaram criação de postos de trabalho; Santo André responde por 61,1% de todos os empregos gerados no ABC no ano passado

Uma das ações voltadas ao estímulo do empreendedorismo foi a criação da Escola de Ouro Andreense, por meio do Fundo Social de Solidariedade, que disponibiliza cursos de qualificação profissional gratuitos, com o objetivo de gerar emprego e renda para a população. Entre as iniciativas da Secretaria de Desenvolvimento e Geração de Emprego estão a ampliação da oferta de crédito do Banco do Povo Paulista para R$ 50 mil, a criação do Parque Tecnológico e a implantação do Bureau de Serviços Tecnológicos, além de qualificação da mão de obra por meio da UNIVESP e implantação da Lei de Incentivo Fiscal, que estimula o investimento de empresas já instaladas com contrapartidas em descontos em impostos municipais.

Destacam-se ainda o prêmio Excelência em Gestão (onde é fornecido um diagnóstico detalhado para as empresas participantes para apontar os principais fatores que devem ser aperfeiçoados), a promoção do comércio exterior (por meio da realização do SP Export), três edições do Meeting Empresarial (que estabelece conexões entre os empresários da cidade), implantação do Acto (que simplifica os processos do Departamento de Controle Urbano como fornecimento de alvarás e afins) e o Turismo Industrial e de Inovação.

(Fotos: Angelo Baima / PSA)

Leia também:

Médica “empoderada” pediu demissão de hospital de São Bernardo para entrar no “BBB 20”

 

 

Compartilhar: