ABC - Política -

Paulo Serra remodela Consórcio e restabelece diálogo com os prefeitos do ABC

Com perfil conciliador, o prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), novo presidente do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, tem se destacado na missão de recuperar o principal papel da entidade: o de promover a integração regional – assim como idealizou o ex-prefeito andreense Celso Daniel (1951-2002), um dos fundadores da entidade e o primeiro a presidi-la. Tal vocação, no entanto, se viu comprometida diante da debandada de municípios, ocorrida a partir de 2017: primeiro foi Diadema, na sequência Rio Grande da Serra e São Caetano se distanciaram das discussões em torno dos desafios comuns e da busca de soluções para as sete cidades da região.

Na última semana, Serra propôs um novo modelo de gestão para o Consórcio e se reuniu com os três prefeitos dissidentes para apresentá-lo: José Auricchio Júnior (PSDB), de São Caetano; Gabriel Maranhão (sem partido), de Rio Grande da Serra; e Lauro Michels (PV), que não poupou críticas ao defender a saída de seu município da entidade regional. O encontro ocorreu, inclusive, na sede do Executivo diademense.

Retomada do diálogo com prefeitos de cidades que deixaram a entidade regional: Gabriel Maranhão (Rio Grande da Serra), Paulo Serra (novo presidente do Consórcio e prefeito de Santo André), Lauro Michels (Diadema) e Auricchio Júnior (São Caetano), com Márcio da Farmácia, vice-prefeito de Diadema (da esq. para a dir.)

Segundo o presidente do Consórcio, o objetivo é garantir menos gastos e mais efetividade para a região. Serra propôs equacionar a quitação dos débitos das prefeituras junto à entidade e reduzir o repasse dos municípios do atual percentual de 0,17% para 0,15% da receita ordinária líquida de cada cidade. Após a reunião em Diadema, a reaproximação dos municípios começou a ganhar forma, já na última terça (12).

Durante a 105ª Assembleia de Prefeitos, o novo modelo de gestão foi debatido na presença dos prefeitos Orlando Morando (PSDB), de São Bernardo, que presidiu a entidade no biênio 2017/2018; Kiko Teixeira (PSB), de Ribeirão Pires; e Alaíde Damo (MDB), interina de Mauá (vale lembrar que também chegou-se a cogitar a saída do município do Consórcio, o que não se concretizou devido às duas prisões do prefeito Atila Jacomussi, do PSB). Embora os prefeitos de Diadema, Rio Grande da Serra e São Caetano não tenham comparecido, as cidades enviaram representantes.

“Estou bastante otimista na reunificação e na volta dos sete municípios ao Consórcio, para solucionarmos as principais questões da nossa região, como Mobilidade Urbana, e avançarmos em projetos que tragam o desenvolvimento sustentável do Grande ABC”, comentou Serra, que já iniciou, por Diadema, agendas junto às Câmaras Municipais (que tem o poder de aprovar ou vetar a participação dos municípios no Consórcio). A ideia é, a partir da aprovação do novo modelo de gestão, percorrer os Legislativos das cidades que deixaram a entidade.

Em tempo

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC apresentou oficialmente seu novo secretário executivo. É o engenheiro civil Edgard Brandão Júnior, nomeado pelo presidente Paulo Serra.

Leia também:

Gilmar Mendes manda soltar novamente Atila Jacomussi, prefeito afastado de Mauá

Compartilhar: