ABC - Política -

Novo presidente do Consórcio do ABC, prefeito Paulo Serra fala em rever modelo de gestão da entidade regional

O prefeito de Santo André, Paulo Serra, eleito nesta terça-feira (08) o novo presidente do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, promete imprimir um novo modelo de gestão à entidade. Segundo ele, o objetivo é priorizar a discussão em torno da integração de temas estratégicos para a região, como combate às enchentes, saúde e mobilidade urbana.

A apresentação deste novo modelo segue com o propósito de enxugar gastos e focar em projetos com maior viabilidade de implantação. Portanto, maior efetividade e menor custo aos municípios serão prioridades”, diz o chefe do Executivo andreense, que sucede o prefeito Orlando Morando (PSDB), de São Bernardo, no cargo.

Outro desafio do novo presidente é a ampliação do diálogo entre as cidades e a real aproximação para a solução de questões sensíveis à população. Após a debandada de Diadema, sob um bombardeio de críticas do prefeito Lauro Michels (PV) ao Consórcio, os prefeitos de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), e de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (sem partido), anunciaram saída da entidade. Os dois já foram procurados por Serra, numa tentativa de reaproximação.

Eleito novo presidente do Consórcio por unanimidade, o prefeito de Santo André terá como vice Kiko Teixeira (PSB), chefe do Executivo de Ribeirão Pires. A Assembleia Geral da entidade, a primeira deste ano, contou – além de Serra, Morando e Kiko – com a presença da prefeita interina de Mauá, Alaíde Damo (MDB).

Paulo Serra, Alaíde Damo, Orlando Morando e Kiko Teixeira, prefeitos de Santo André, Mauá, São Bernardo e Ribeirão Pires; respectivamente; as quatro cidades seguem ativas no Consórcio

Durante a gestão Morando, o Consórcio reduziu o repasse dos municípios à entidade de 0,50% da receita ordinária líquida para 0,25%, em 2017, e para 0,17%, desde 2018.

Leia também:

Ilustrador de Santo André processa Netflix por plágio de animação com drags

 

Compartilhar: