ABC - Sociedade -

Hip Hop: bboys de Diadema viajam para série de eventos na Europa

Os bboys HP Klinger e Luan San, ambos de Diadema, embarcam nesta sexta (26) para a Europa, onde vão participar de competições, workshops e atuar como jurados em eventos de breaking (dança urbana). A agenda dos dançarinos do ABC deve durar um mês, com passagens pela França (as primeiras paradas serão as cidades de Toulouse e Paris), Dinamarca, Suíça e Holanda.

HP Klinger e Luan San são frequentadores da Casa do Hip Hop de Diadema e integrantes do grupo Funk Fockers (foto), único coletivo brasileiro de Break Dance a conquistar o título mundial da modalidade na edição 2015 do prestigiado evento de Hip Hop “Hip Opsession”, em Nantes, na França. Reconhecido internacionalmente, o grupo já passou por mais de 25 países.

O Funk Fockers existe desde 2008 e, de seus dez integrantes, quatro são da cidade de Diadema – os outros de Sumaré e Ribeirão Preto, no interior paulista. A inspiração para as performances mostradas mundo afora surge de pesquisas das manifestações advindas da cultura do Hip Hop.

Performance do bboy HP Klinger, que comemora a inlusão do breaking como modalidade esportiva nos Jogos Olímpicos da Juventude 2018

Performance do bboy HP Klinger, que comemora a inlusão do breaking como modalidade esportiva nos Jogos Olímpicos da Juventude 2018

O bboy HP Klinger destaca a importância de participar de eventos fora do Brasil. “Além de mostrar a arte que o nosso país produz, é muito enriquecedor saber o que está acontecendo na cena do hip hop internacional e trocar experiência com pessoas de outras nacionalidades”, afirma.

Klinger ainda chama atenção para a inclusão do breaking como categoria esportiva nos Jogos Olímpicos da Juventude de 2018, em Buenos Aires, na Argentina. “A criação desse novo esporte vai abrir um leque de oportunidades para quem faz a dança no Brasil e no mundo.”

Dança de rua

Na Casa de Hip Hop de Diadema, os rapazes do Funk Fockers passam adiante suas experiências e ensinam jovens bboys a terem mais resistência em suas performances. Os ensaios são realizados todas as segundas, terças e quintas-feiras. O grupo também atua em atividades socioeducativas como o Projeto S.U.J.O – Sintonia Urbana de Juntas e Objetivas -, em parceria com o Coletivo Fuligem, de Ribeirão Preto (a proposta é dar mais visibilidade à cultura da dança de rua por meio da interação com os meios virtuais).

Leia também:

“Fórum da Cidade” discute mudanças no Plano Diretor e vocação de Diadema

 

 

 

 

 

Compartilhar: