ABC - Sociedade -

Filha de Oswald de Andrade retorna à casa onde o escritor morou em Ribeirão Pires

A emoção tomou conta de Antonieta Marília de Oswald de Andrade, de 72 anos, nesta terça-feira (17). Filha do consagrado escritor Oswald de Andrade (1890-1954), ela visitou o sítio “Boa Sorte”, onde a família passava finais de semana e férias, no bairro São Caetaninho, em Ribeirão Pires. E lá se vão 65 anos…

A oportunidade serviu para reviver muitos momentos de sua vida ao lado do pai. “Meu Deus do céu, que coisa linda!”, disse logo ao chegar no imóvel, hoje propriedade privada.  Única filha viva do escritor – um dos ícones do Modernismo -, Marília de Andrade não sabia que o sítio estava preservado. “Meu pai adorava Ribeirão Pires!”

A visita ilustre foi acompanhada pelo prefeito da cidade, Kiko Teixeira (PSB), e por integrantes do governo, como o diretor de Patrimônio, Marcílio Duarte. “O resgate às raízes e a preservação da história e da cultura do município estão entre nossas prioridades. Por isso, está em andamento estudo para tombamento da antiga residência”, lembrou o chefe do Executivo.

O prefeito Kiko percorreu com Marília o sítio “Boa Sorte”, hoje pertencente a Ricardo Conde

Hoje a casa pertence a Ricardo Conde, empresário aposentado que mantém no local alguns móveis originais do escritor – um homem supersticioso (vide o nome do sítio). O pai do atual proprietário adquiriu o imóvel, em 1955, da víuva Maria Antonieta d’Alckmin, última mulher de Owald e mãe de Marília (o modernista também foi casado com Tarsila do Amaral).

Durante a visita, Marília presenteou Ribeirão Pires com a obra completa e a biografia do escritor. Ela tinha apenas 09 anos quando o pai morreu.

Além de visitar o imóvel, Marília presenteou a cidade com a obra completa e a biografia do pai

(Com informações do Diário do Grande ABC / Fotos: Divulgação)

Leia também

Café da Vila abre as portas em Santo André com conceito diferenciado para a região

 

 

Compartilhar: