ABC - Sociedade -

FEASA prepara 22ª montagem teatral e reforça participações especiais

Com texto de Aldomar Conrado, a comédia “Apocalipse em Caruaru” será a 22ª montagem do grupo de teatro Unindo Cultura & Solidariedade, da FEASA (Federação das Entidades Assistenciais de Santo André). O espetáculo terá apresentações no Teatro Municipal de Santo André (entre 04 e 07 de outubro) e no teatro do Clube Atlético Aramaçan (nos dias 17 e 18 de outubro).

A novidade é que a peça, dirigida por César Gustus, contará com várias participações especiais, reforçando a proposta de convidar para o elenco personalidades andreenses ou profissionais de destaque nas mais diversas áreas. Neste ano, o chef de cozinha Arthur Sauer e a ex-“BBB 18” Nayara de Deus, naturais de Santo André, além do jornalista e apresentador de TV Gustavo Baena e da ex-assistente de palco do “Domingo Legal” e atriz Alessandra Scatena abraçaram a causa.

“Apocalipse em Caruaru” será encenada no Municipal de Santo André e no Aramaçan com Arthur Sauer, Alessandra Scatena, Gustavo Baena e Nayara de Deus no elenco; pela primeira vez, uma pessoa com deficiência intelectual estará em cena: Michael Willians de Souza (ao centro)

Pela primeira vez, uma pessoa com deficiência intelectual estará no palco. Trata-se de Michael Willians de Souza, que frequenta a APAE de Santo André. “Assim, evidenciamos a importância da inclusão, que tem tudo a ver com o trabalho da FEASA. Também é muito bacana saber que esse pessoal todo, de destaque na mídia nacional e regional, está dedicando seu tempo e carinho, de forma voluntária, para que o projeto amplie cada vez mais sua visibilidade e para a manutenção das ações das entidades assistenciais do município”, destaca o diretor.

“Apocalipse em Caruaru” é uma adaptação de “O Capeta de Caruaru”, inspirada nos gêmeos da “Comédia dos Erros” e nas bruxas de “Macbeth”, de Willian Shakespeare, com ação transportada para o nordeste brasileiro. Referendado na literatura de cordel, o autor constrói uma divertida sátira sobre a realidade brasileira em tempos difíceis, com direito a fatos estranhos e fantásticos.

O espetáculo inicia-se com a ação de duas bruxas preparando uma maldição, mas o que era para ser um feitiço resvala em um grande equívoco no qual irmãos gêmeos são separados de suas mães por uma cigana. Diante disso, é em Caruaru, cidade do interior de Pernambuco, que a praga das bruxas vai atingir seu ápice e os fenômenos vão causar muita confusão.

Projeto e elenco

O grupo Unindo Cultura & Solidariedade promove desde 1990 espetáculos teatrais como forma de arrecadar recursos para a FEASA e democratizar o acesso à cultura em Santo André. O sucesso das montagens anteriores motiva o grupo a lançar a cada ano uma nova produção e, assim, difundir o teatro, arte que aproxima o espectador do “fazer artístico” e promove uma reflexão sobre questões sociais, culturais e políticas. 

O elenco é composto por atores – profissionais e amadores – que se misturam a donas de casa e profissionais liberais, entre outros. Todos são voluntários. Uma curiosidade: o engenheiro Ério Girelli integrou todos os espetáculos, desde a primeira montagem – “O Estranho Casal”.

Primeira montagem teatral da FEASA, “O Estranho Casal” teve direção de Antonio Petrin e foi encenada em 1990; o engenheiro Ério Girelli está com o grupo desde o início

Além de Girelli, “Apocalipse em Caruaru” reúne em cena Alexandre Kail; Ana Santilli; Babi Luksevicius; Dover Buzoni; Eliana Vaz; Euclides Draghi; Felipe Paquieli; Ivan Machado; Marcela Romanov; Marina Ballarini; Sara Guimarães; Sila Rocha; e Zé Luiz Finhana.

Elenco e equipe reunidos, após um dos ensaios na sede da Feasa, em Santo André: peça inspirada em obra de Aldomar Conrado estreia em outubro

Participações Especiais

Como é tradição, há ainda as participações especiais e voluntárias. Nomes como William Carvalho, ex-jogador de Vôlei da Pirelli e da Seleção Brasileira; Patricia de Sabrit e Angelina Muniz, atrizes; Débora Meneses, ex-apresentadora do “Globo Esporte”; e Antonio Petrin, ator e diretor teatral, integraram o elenco do grupo de teatro da FEASA em outras oportunidades. Empresários e políticos de Santo André – entre eles os ex-prefeitos Aidan Ravin e Carlos Grana – também já estiveram em cena.

Saiba mais sobre os convidados deste ano:

Alessandra Scatena – Ex-assistente de palco de programas de Gugu Liberato, no SBT. Na mesma emissora, esteve no reality show “Casa dos Artistas”. Atuou em “A Turma do Didi”, na Globo, e foi apresentadora de TV em canais regionais de São Paulo, Minas Gerais, Bahia e Miami (EUA).

Arthur Sauer – Campeão da primeira edição do “Cozinha Sob Pressão”, versão brasileira do reality “Hell’s Kitchen”, do SBT, o chef se apresenta em atrações de culinária da TV Gazeta, como “Cozinha Amiga” e “Mulheres”. Andreense, é sócio do restaurante Capo.

O chef de cozinha andreense Arthur Sauer viverá um Guarda; ele experimenta a comédia durante ensaio com Sila Rocha e Gustavo Baena

Gustavo Baena – Jornalista, já passou por diversas mídias como repórter, colunista e apresentador de TV, entre elas Rede TV!, Band, SBT, Jovem Pan FM, Yahoo Brasil!, Diário do Grande ABC e TV+ ABC. Morador de Santo André, é editor do Blog do Baena e apresentador da RDTV, do jornal Repórter Diário.

Michael Willians de Souza – Pessoa com deficiência intelectual da APAE de Santo André.

Nayara de Deus – Natural de Santo André, é jornalista, influenciadora digital e youtuber, engajada em causas sociais. Teve participação de destaque na edição 2018 do “Big Brother Brasil”, na Rede Globo.

Terra dos prodígios: editor do Blog do Baena, Gustavo Baena vive Antonio das Almas, pai de Sigismunda, uma moça que não para de crescer (papel de Babi Luksevicius)

Sobre a FEASA

A Federação de Entidades Assistenciais de Santo André – FEASA foi fundada em 1970 por cinco entidades assistenciais, que sentiram a necessidade de unirem-se para discutir questões comuns e buscarem formas para o equacionamento de seus problemas.

Nesta trajetória de 48 anos, a FEASA realizou várias ações e projetos voltados ao aprimoramento dos serviços prestados pelas entidades nas áreas de assistência social, à saúde e à educação.  A mobilização e a representatividade da federação influenciaram, inclusive, políticas públicas.

A abrangência da FEASA vai além das 36 entidades federadas. Alcança uma rede assistencial com aproximadamente 60 instituições que atendem crianças e adolescentes órfãos ou vítimas de violência, pessoas com deficiências ou em situação de rua, idosos, dependentes químicos, soropositivos para HIV/AIDS e mulheres mastectomizadas, entre outros projetos sociais.

Além do trabalho oferecido às entidades na área de assessoria e capacitação profissional, a Federação executa projetos próprios. Um exemplo é o Grupo de Apoio à Adoção Laços de Ternura, que reúne pais e pretendentes adotivos na perspectiva de contribuir para que as adoções tenham êxito e mais crianças desfrutem do direito de conviver em família.

SERVIÇO:

“Apocalipse em Caruaru”

Teatro Municipal de Santo André – Praça IV Centenário s/nº

Dias: 04, 05, 06 e 07 de outubro de 2018

Horários: quinta a sábado, às 20h; domingo, às 19h

Capacidade 475 lugares, com acesso para deficientes

Ingressos: R$ 30

 

Teatro do Clube Atlético Aramaçan – Rua São Pedro, 345 – Bairro Silveira – Santo André

Dias: 17 e 18 de outubro de 2018

Horários: quarta e quinta-feira, às 20h

Capacidade 240 lugares, com acesso para deficientes

Ingressos: R$ 30.

 

Vendas e informações: FEASA – Tel.: 4436-7477 (horário comercial).

Aceita cartões de débito e crédito na bilheteria

Classificação: 10 anos

Duração: 1h30

www.feasa.org.br

Leia também:

Espaço gourmet é reinaugurado em shopping do ABC com foco nas “experiências”

 

Compartilhar: