ABC - Grande SP - Sociedade -

São Bernardo e São Caetano têm primeiros casos confirmados de coronavírus do ABC

Em outras cidades da Grande São Paulo há pessoas infectadas pela COVID-19

Os primeiros casos de coronavírus na região do ABC foram confirmados neste domingo (15). São dois pacientes com a COVID-19 em São Bernardo do Campo e um em São Caetano do Sul, segundo as secretarias municipais de Saúde e a Secretaria de Estado da Saúde.

Em São Bernardo, os pacientes são um senhor de 51 anos, que retornou da Itália no último dia 09, e sua esposa. Ambos estão em casa, sendo monitorados pela Vigilância Epidemiológica do município. Os casos foram atendidos pela rede privada.

Foram notificadas 53 ocorrências na cidade. Destas, 20 já foram descartadas e outras 31 estão em investigação.

O primeiro paciente diagnosticado com a doença em São Caetano é morador de um condomínio no Jardim São Caetano, de acordo com informações preliminares. Por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SESAUD), o município informou que dará mais detalhes nesta segunda-feira (16), quando equipe da Vigilância à Saúde iniciará acompanhamento do caso.

Conforme a Secretaria de Estado da Saúde, até o fechamento deste texto, 137 casos do novo coronavírus (COVID-19) estavam confirmados em São Paulo: 131 na Capital, 01 em Santana de Parnaíba, 01 em Ferraz de Vasconcelos e 01 em Carapicuíba, além dos casos de São Bernardo e São Caetano. Por enquanto, não há óbitos registrados.

Medidas preventivas foram adotadas em cidades e no âmbito estadual para evitar a disseminação do vírus:

Santo André 

A Prefeitura informa que, seguindo orientação do Ministério da Saúde em relação ao novo coronavírus, suspenderá gradativamente as aulas na rede municipal de ensino a partir desta segunda-feira (16). A presença dos alunos será facultativa e faltas dos estudantes serão justificadas. As aulas serão efetivamente suspensas entre os dias 23 de março e 05 de abril.

Entre os dias 16 de março e 05 de abril, haverá suspensão das aulas de cursos profissionalizantes da Escola de Ouro Andreense, escolas livres da cultura e demais cursos oferecidos pela Prefeitura, como os do Parque Escola, CAEM (Centro de Atendimento Educacional Multidisciplinar), Nanasa (Núcleo de Natação Adaptada de Santo André) e as atividades oferecidas pelos CESAs (Centros Educacionais de Santo André).

Todas as atividades culturais, esportivas, comerciais, artísticas e os serviços de equipamentos como o Museu de Santo André, Casa da Palavra, bibliotecas, Ludoteca, Sabina e CRISA (Centro de Referência do Idoso de Santo André) também serão suspensas pelo mesmo período.

Os servidores públicos com mais de 60 anos, gestantes e portadores de doenças imunosupressoras poderão ficar em casa, sem prejuízos aos salários. Com o objetivo de fortalecer a rede de atendimento, a Prefeitura de Santo André suspendeu as férias dos servidores da saúde.

A ampliação do atendimento nos equipamentos de saúde faz parte do plano de contingência da Prefeitura. A cidade conta com oito equipamentos que funcionam 24 horas (UPA Bangu, UPA Perimetral, UPA Central, UPA Sacadura Cabral, Pronto Atendimento Vila Luzita, Pronto Atendimento Paranapiacaba,
Centro Hospitalar Municipal e Hospital da Mulher). Caso haja necessidade, haverá ampliação do horário de atendimento em outras unidades.

As Unidades de Saúde e Policlínicas de Santo André funcionam de segunda a sexta-feira, das 07h às 17h. Seis equipamentos ficam abertos das 07h às 21h: Unidades de Saúde da Família Valparaíso, Parque Miami, Vila Linda, Jardim Carla, Jardim Santo André e Recreio da Borda do Campo.

A Prefeitura vai recomendar aos buffets, cinemas, casas de shows e clubes que suspendam provisoriamente eventos e sessões, para evitar aglomerações. Também recomendará, segundo nota oficial, às igrejas, templos, entidades religiosas e instituições que reúnem grande público que suspendam temporariamente as reuniões com alta concentração de pessoas. Além disso, serão promovidas campanhas educativas nos parques, com distribuição de materiais informativos.

Santo André não tem até o momento nenhum caso confirmado de coronavírus. São 14 pacientes em investigação (com isolamento domiciliar). Outros 13 casos suspeitos já foram descartados.

São Bernardo

Por meio do Comitê de Combate ao Coronavírus, instituído no dia 31 de janeiro, foi anunciado um pacote de medidas de contenção, como desmobilização e suspensão das aulas a partir de sexta-feira (20), além de cancelamento das atividades esportivas e culturais e demais atos do poder público, com aglomeração de pessoas.

Desde sexta-feira (13), a Prefeitura suspendeu as aulas da Faculdade da Terceira Idade (FATI), bem como demais atividades do CRI (Centro de Referência do Idoso). A decisão vale por tempo indeterminado, com o objetivo de proteger justamente o público mais suscetível ao vírus em atividades com aglomeração de público. Desta forma, tanto os bailes, quanto os bingos do CRI não serão realizados nos próximos dias.

Em nota, a Prefeitura informa que tem investido para que os equipamentos da área da saúde ofereçam o tratamento eficaz e adequado para cada doença e que pleiteia, junto aos governos do Estado e federal, verbas adicionais para financiar toda a estrutura necessária para o tratamento de possíveis infectados com o vírus da COVID-19.

Ainda no município, o exame do secretário de Meio Ambiente e Proteção Animal, José Carlos Pagliuca, testou positivo para o novo coronavírus (COVID -19). Ele foi afastado das funções, com as medidas de isolamento e cuidados necessários. O servidor reside na Capital e o caso foi notificado em São Paulo. Os funcionários da pasta estão orientados e seguem monitorados pela Vigilância Epidemiológica.

A Prefeitura reforçou o pedido para que todos tomem os devidos cuidados para evitar o contágio do coronavírus, evitando cumprimentar com contato, tocar o nariz, boca e olhos, além de expor outras pessoas, em especial idosos, caso alguém esteja com os sintomas. A orientação é cobrir a boca com o antebraço para tossir ou espirrar, lavar as mãos com frequência e higienizar celulares e objetos diversos que são manuseados com frequência.

São Caetano

A Prefeitura anunciou na sexta-feira (13) que estão suspensos os eventos esportivos, culturais e as atividades nos centros de terceira idade. Ainda haverá o afastamento , sem perda salarial, de funcionários públicos com mais de 65 anos, gestantes e portadores de doenças cônicas.

O poder público também recomendará a igrejas e templos que suspendam suas atividades.

Na rede municipal de ensino, as aulas serão suspensas gradativamente. Até o dia 23 , os pais que não tiverem com quem deixar seus filhos poderão levá-los à escola, mas depois desta data não haverá atividades até 31 de março.

Governo do Estado

O Diário Oficial do Estado de São Paulo trouxe, neste sábado (14), as ações temporárias e emergenciais anunciadas pelo governador João Doria (PSDB) de enfrentamento ao novo coronavírus. O decreto 64.862 estabelece que haverá interrupção gradual das aulas na rede estadual de ensino e no Centro Paula Souza entre os dias 16 e 23 e o adiamento de eventos públicos ou privados que reúnam 500 ou mais pessoas, incluída a programação dos equipamentos culturais públicos. Também suspende as férias de funcionários da rede estadual da Saúde até 15 de maio.

Ao setor privado e entidades autônomas, o Governo do Estado recomenda a suspensão de aulas na educação básica e superior, adotada gradualmente, e de eventos com público superior a 500 pessoas.

Leia também:

Médico Drauzio Varella visita Hospital Mário Covas para gravação de campanha

Compartilhar: