ABC - Sociedade -

Rede Wi-Fi de última geração vai melhorar a internet nas escolas municipais de São Caetano

05102021 Wi-fi Educacional e Lancamento Revista Educacao-24

Além de autorizar implantação do novo sistema de acesso à internet sem fio, prefeito Tite Campanella encaminhará à Câmara proposta de auxílio emergencial às famílias do Di Thiene

Nesta terça-feira (05), o prefeito de São Caetano do Sul, Tite Campanella (Cidadania), assinou ordem de serviço para implantação de um novo sistema de acesso à internet sem fio em todas as unidades da Secretaria de Educação. Serão contemplados escolas, bibliotecas, escolas de idiomas e o Centro de Formação de Profissionais da Educação.

“Vamos instalar 990 pontos de acesso de rede nas salas de aula e áreas comuns de todas as unidades escolares”, anunciou o prefeito a diretores de escolas e representantes de Associações de Pais e Mestres. O evento foi realizado no Cecape (Centro de Capacitação dos Profissionais de Educação) Dra. Zilda Arns.

A Prefeitura investiu R$ 9,2 milhões na nova infraestrutura de rede, que será instalada pela vencedora da licitação, a ABX Telecom. A empresa prestará o suporte total da solução pelo período de 24 meses, sob supervisão do DTI (Departamento de Tecnologia da Informação) da Prefeitura.

O secretário de Educação, Fabricio Coutinho, agradeceu o empenho do prefeito e dos secretários municipais em favor de mais essa conquista na área educacional. “Poucas escolas públicas do País contam com internet dessa qualidade. De acordo com um levantamento feito pela Fundação Lemann, apenas apenas 3,2% das escolas públicas brasileiras têm internet com velocidade de acordo com os padrões internacionais.”

05102021 Wi-fi Educacional e Lancamento Revista Educacao-20

Durante a oficialização do inovador sistema Wi-Fi nas escolas, também foi lançada revista que destaca ações da Educação no enfrentamento à pandemia (Foto: Eric Romero / PMSCS)

Inovação e história

O novo sistema adotado, Wi-Fi 6, que representa a sexta geração de internet sem fio, vai garantir maior velocidade e estabilidade de conexão a alunos, professores e profissionais da Educação da rede municipal.

“O acesso à internet de melhor qualidade vai contribuir com a viabilização de diversos projetos pedagógicos desenvolvidos pelas escolas da rede, além de reuniões e avaliações virtuais”, considera o professor Fabiano Augusto João, diretor de Educação Integrada da Seeduc. Segundo o docente, além do ganho na qualidade no ensino, o novo sistema permitirá maior contribuição com o programa Papel Zero, da Prefeitura, que busca sustentabilidade e maior economia de recursos públicos.

Durante o evento também foi realizado o lançamento oficial da revista Educação Sempre em Frente – Sem Deixar Ninguém para Trás, que apresenta as ações da Secretaria de Educação no enfrentamento à pandemia e os projetos para o futuro. Antes da distribuição do material aos presentes, foi feita a entrega dos primeiros exemplares às crianças que estampam a capa da publicação – alunas da rede municipal, acompanhadas de seus familiares.

Para o prefeito Tite Campanella, a revista da Educação é um registro histórico do trabalho, dedicação e capacidade de superação de educadores e pais nos difíceis tempos de pandemia. “Essa publicação é uma homenagem à nossa gente e à nossa história”, definiu.

Di Thiene

A Prefeitura de São Caetano também divulgou que encaminhará à Câmara nos próximos dias uma nova proposta de pagamento de auxílio emergencial às famílias que moravam no Condomínio Di Thiene, no Bairro Fundação. O prédio desabou em junho de 2019.

Reunião com Gilberto Costa, Daniel Cordoba e Jander Lira - 04 outubro 2021 (1)

Prefeito Tite Campanella discute com comissão de vereadores a proposta, que será encaminhada à Câmara, de auxílio emergencial às famílias do Di Thiene (Foto: Letícia Teixeira / PMSCS)

O texto, que passará pela avaliação dos vereadores, prevê o pagamento de três parcelas de R$ 400,00 aos antigos moradores do local, referentes aos meses de outubro, novembro e dezembro. O mesmo auxílio foi pago pela Prefeitura por 18 meses, entre julho de 2019 e dezembro de 2020.

“Estamos trabalhando para resolver a questão de habitação dessa população junto à CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), inclusive em tratativas para aquisição de terreno onde serão construídas moradias a essas famílias”, afirmou o prefeito, descartando o que chamou de “movimentos políticos que utilizam do fato para promover ideais que não comungam com a cidade ordeira, que cuida das pessoas quando elas mais precisam”.

O chefe do Executivo recebeu, nesta segunda (04), relatório elaborado pela comissão especial do Legislativo que acompanha o caso do Condomínio Di Thiene, formada pelos vereadores Gilberto Costa (Avante), líder do governo na Câmara, Jander Lira (DEM) e Daniel Córdoba (PSDB) . Entre outros aspectos, o documento relaciona os pleitos das cerca de 100 famílias que moravam no local.

Paralelamente à concessão do auxílio emergencial, a Prefeitura atua em alternativas para ajudar na solução da busca por novas moradias às famílias. Uma delas é a desapropriação de terreno pertencente à Enel, na Avenida do Estado (avaliado em R$ 2 milhões), para que o governo do Estado construa moradias populares no local.

Leia também:

Governo de SP realiza campanha de adoção e enfrentamento ao abandono de animais no pós Covid-19

 

COMPARTILHAR: