ABC - Sociedade -

Oswana Fameli assume como ouvidora de Santo André e promete diálogo pela qualidade dos serviços públicos

Comprometimento e aproximação cada vez maior com o Executivo. É o que destaca a nova ouvidora da cidade de Santo André, Oswana Fameli, primeira mulher a ocupar o cargo. Empresária do setor educacional e vice na gestão do ex-prefeito Carlos Grana (PT), ela tomou posse na última terça-feira (13),  em substituição ao advogado José Luiz Ribas Júnior, que comandou a Ouvidoria Municipal por dois mandatos.

“Vamos atuar com total transparência na construção de políticas públicas para a cidade, com um trabalho indicativo de produção para a melhoria da gestão, onde poderemos construir uma sociedade melhor”, disse Oswana, que se desfiliou do PRP. Ela ainda assumiu o compromisso de, em 60 dias, visitar todas as secretarias e equipamentos públicos andreenses, visando um diálogo constante e permanente com o Executivo.

Durante a transmissão de cargo, o prefeito Paulo Serra (PSDB) defendeu o papel da Ouvidoria Municipal e o aperfeiçoamento desse canal de interlocução da população com a Administração. “Quando a Ouvidoria foi criada, colocou nossa cidade em um patamar diferenciado, que mostrou o seu pioneirismo. Precisamos agora sintonizá-la com o século 21, utilizando as boas referências para que seja forte e moderna, cada vez mais ágil e eficiente”, afirmou.

Criada pela Lei nº 7.877 de 30 de agosto de 1999, a Ouvidoria é um órgão independente, que tem autonomia para questionar e exigir da Prefeitura (e autarquias municipais) a solução de qualquer problema ou irregularidade na realização de obras e serviços. Os munícipes podem registrar reclamações, desde que o serviço já tenha sido previamente solicitado.

A eleição para a nova gestão da Ouvidoria de Santo André se deu por meio de um colegiado composto por instituições e entidades da sociedade civil. O adjunto de Oswana será Ronaldo Martim, que já ocupou o posto durante administrações petistas.

Leia também:

Projeto de incentivo à leitura vai beneficiar 26 mil alunos das escolas de Santo André

Compartilhar: