ABC - Economia -

Em 2º Meeting Empresarial, governo andreense destaca Centro de Inovação Tecnológica e estímulo a novos investidores

A Prefeitura de Santo André realizou nesta quarta-feira (08), no Teatro Municipal, o 2º Meeting Empresarial, que teve como tema “Transformação Digital e As Novas Regras do Jogo”. Cerca de 300 empresários, de importantes setores do mercado, marcaram presença e o prefeito Paulo Serra (PSDB) destacou ações do governo e o papel do poder público no desenvolvimento econômico da cidade.

Em uma apresentação totalmente digital, o chefe do Executivo andreense mostrou como está o andamento do Centro de Inovação Tecnológica, pontapé inicial para o futuro Parque Tecnológico. Segundo ele, todos os trâmites para o início da obra – em terreno próprio na área da antiga Rhodia – já estão de acordo e até o final do ano deve ser aberta a licitação. “Queremos a ajuda de todos empresários para rechear este parque e trazer avanço para Santo André”, enfatizou.

Diante de maquete imobiliária eletrônica, prefeito Paulo Serra detalhou projeto do Centro de Inovação Tecnológica de Santo André, embrião do futuro Parque Tecnológico

Outro projeto citado foi o de estímulos tributários, em fase final de elaboração. O texto final da Lei deve ir à Câmara Municipal até setembro. Segundo o prefeito, o objetivo é facilitar não apenas a chegada de novas empresas à cidade, mas estimular aqueles empresários que já investem no município, com foco no aquecimento da economia e na geração de empregos.

Santo André possui hoje cerca de 36 mil empresas, que contam com aproximadamente 210 mil trabalhadores qualificados. O município implementou política voltada à desburocratização e ao atendimento rápido aos empreendedores, inclusive micros e pequenos, que também abrem novos postos de trabalho.

500 anos

De olho no futuro, Paulo Serra destacou o programa “Santo André – 500 Anos”, que visa definir um planejamento estratégico para o município nos próximos 35 anos. O programa tem como meta colocar a cidade entre as cinco primeiras no IDGM (Índice de Desafios da Gestão Municipal) até 2024, por meio de melhorias na Educação, Infraestrutura, Sustentabilidade, Saúde e Segurança. Outra meta, prevista para ser cumprida até 2053 (quando serão completados cinco séculos de fundação do município), é aumentar a competitividade atrativa, a liderança pela antecipação e pela competitividade financeira, além do alinhamento entre poder público e privado.

“Queremos continuar crescendo e nos desenvolvendo. Para isso, a união do setor público e privado é o caminho. A tecnologia já é mais do que uma nova regra, será a única a partir daqui. Estamos avançando e já lançamos aplicativos nas áreas de transporte, zeladoria, meio ambiente e pretendemos seguir nesta rota”, finalizou o prefeito. A elevação da nota de Santo André no rating de investimentos de E para B, permite que a cidade volte a abrir linhas de financiamento para investir em projetos de melhoria em áreas como Mobilidade Urbana, Esporte, Educação e Saúde, conforme detalhou Paulo Serra em podcast do Blog do Baena. Ouça aqui.

Em debate, o ritmo acelerado das novidades tecnológicas na rotina de empresas e clientes, as adaptações necessárias em indústrias e governos e os impactos da nova era digital para a população

O público presente ainda acompanhou palestras dos executivos Laércio Cosentino (fundador e CEO da TOTVS); Lafaiete Oliveira (diretor de vendas diretas da Bridgestone do Brasil); Paulo Humberto Cerchi Gouvea (vice-presidente de Top Clients Solutions da TIM Brasil); e Eduardo Conejo (gerente sênior de inovação da Samsung América Latina). Em discussão, os novos rumos que as mudanças digitais trazem para o cenário econômico e as influências das inovações tecnológicas no dia a dia de órgãos governamentais e na vida de crianças e adultos.

(Fotos: Alex Cavanha e Ricardo Trida / PSA)

 

Compartilhar: