ABC - Política -

Com apoio de Lula, Luiz Marinho é o novo presidente do PT paulista

Apoiado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Luiz Marinho foi eleito neste domingo (07) o novo presidente do PT de São Paulo. Prefeito de São Bernardo por oito anos, ele recebeu 643 votos (foram 999 votantes).

Marinho integra a CNB (Construindo Um Novo Brasil), corrente majoritária do PT, da qual Lula – de quem é amigo pessoal e compadre – faz parte e que conquistou 522 votos. O novo posto deve credenciar sua candidatura ao governo do Estado em 2018. Fernando Haddad seria outra opção, embora o ex-prefeito de São Paulo não confirme interesse e ainda encontre resistência em ala do petismo.

Vereador mais votado em 2016 na Capital, Eduardo Suplicy deveria concorrer novamente ao Senado. No entanto, ganha força a tese de que pleiteie vaga à Câmara dos Deputados para o PT fazer um maior número de cadeiras.

Marinho pediu força à militância para unir o PT e reaproximar o partido dos eleitores

Marinho pediu força à militância para unir o PT e reaproximar o partido dos eleitores

“O PT nunca precisou tanto de nossa militância. Precisamos colocar em pé de guerra nossa militância “, afirmou Marinho. Ele prometeu trabalhar pela unidade do partido e reaproximá-lo do eleitorado. O atual presidente estadual petista, Emídio de Souza, fez um discurso de agradecimento antes de anunciar o resultado.

A etapa paulista do Congresso Nacional do PT foi aberta na última sexta-feira (05). Em meio a gritos de “fora Temer”, Lula foi aclamado como candidato a presidente do Brasil no próximo ano. Ao seu lado estava o ex-presidente uruguaio, Pepe Mujica.

Entre os petistas do Grande ABC presentes no evento estavam os vereadores Eduardo Leite e Ana Nice – de Santo André e São Bernardo, respectivamente -; o presidente eleito do PT andreense, José Paulo Nogueira (e seus adversários na disputa local, Professor Luizinho e Fabrício França); os deputados estaduais Teonilio Barba e Luiz Turco; além de Humberto Tobé.

O novo coordenador regional do PT (eleito) será ex-prefeito de Santo André, Carlos Grana. Também apoiada por Lula, Gleisi Hoffmann deverá presidir o PT nacional.

Leia também:

“Exijo ser respeitado”, dispara Lauro Michels sobre saída de Diadema do Consórcio do ABC

 

 

Compartilhar: