ABC - Política -

Auricchio visita obras do futuro CAPS AD em São Caetano

O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), vistoriou as obras do futuro CAPS AD (Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas), nesta quarta (21), no Bairro Mauá. Os secretários Regina Maura Zetone (Saúde) e Enio Moro Junior (Obras) acompanharam a visita técnica.

A construção da nova unidade foi autorizada no final de 2014, mas as obras estavam paralisadas desde o ano passado por falta de repasses à construtora. Segundo o prefeito, o valor do projeto foi repactuado, o que permitiu a retomada dos trabalhos, em fevereiro. Do orçamento total (de R$ 2,2 milhões), R$ 1,6 milhão já foram pagos.

Durante a vistoria, Auricchio e engenheiros da Prefeitura aventaram a possibilidade de se promover mudanças no entorno do prédio (na Rua dos Castores), inclusive no sistema viário, para facilitar o tráfego de usuários dos serviços. As intervenções exigiriam a desapropriação de imóveis próximos e acarretariam um aumento em torno de R$ 1 milhão no valor total. “Mas isso vai ser estudado a partir de agora”, explicou o prefeito.

A nova unidade municipal de Saúde terá espaço para terapias como jardinagem e cozinha, além de capacidade ampliada em relação ao prédio do CAPS AD, no Centro, onde cerca de 60 pacientes são atendidos por dia (será possível dobrar esse número). Aliás, todos os serviços atualmente na Rua Santo Antônio serão transferidos para o novo espaço no Bairro Mauá (o prédio da região central é alugado e será devolvido, dentro do programa “Aluguel Zero”, que visa eliminar gastos da Prefeitura com locação de imóveis).

O novo CAPS AD tem 1.200 m² de área e abrigará quatro consultórios, duas salas de grupo, enfermagem, farmácia, sala de repouso, áreas para atividades, convivência e refeitório, entre outros espaços (uma quadra ao lado deve ser incorporada ao projeto). Tudo com acessibilidade plena. “Trata-se de uma unidade bem projetada, com acabamento de qualidade e adequada aos tratamentos a que se destina. A obra está sendo muito bem executada”, pontuou Auricchio. “Teremos aqui mais espaço e melhores condições para atendimento”, completou Regina.

Ao lado da obra do novo CAPS AD já funciona um CAPS. Inicialmente, o local foi projetado para ser uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento), mas a gestão do ex-prefeito, Paulo Pinheiro (PMDB), alterou a finalidade. Segundo Auricchio, tratativas estão adiantadas para que uma UPA seja erguida ao lado do Hospital de Emergências Albert Sabin.

Embora vizinhos, os dois Centros de Atenção Psicossocial  não serão interligados, por orientação do Ministério da Saúde. “São atendimentos distintos”, esclarece Regina. Segundo Enio, pelo andamento dos trabalhos, a obra deve ser finalizada em 90 dias. “Dependemos da entrega do elevador.”

Leia também:

Fora do ar: operadoras ganham ações contra canais de TV no ABC

Compartilhar: