ABC - Sociedade -

Morre Aidan Ravin, ex-prefeito de Santo André

AIDAN RAVIN

Político, que teve Covid-19, precisou ser internado novamente no final de outubro por complicações hepáticas decorrentes da doença

O ex-prefeito de Santo André Aidan Ravin morreu na manhã deste domingo (10) aos 59 anos. O médico e político, atualmente filiado ao Republicanos, estava internado desde o final de outubro, no Hospital Brasil, por complicações hepáticas.

No dia 27 de maio do ano passado, Aidan foi internado com problemas respiratórios após contrair a Covid-19. Ficou por quase três meses no Hospital Christóvão da Gama, sendo 40 dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), em razão de complicações da doença. Em junho, circularam pelas redes sociais informações de que o ex-chefe do Executivo teria tido morte cerebral e a família precisou desmentir as fake news – pouco antes do Natal o episódio se repetiu.

Durante anos, Aidan lutou contra o excesso de peso. Em 2013, após deixar a Prefeitura, se submeteu a uma cirurgia bariátrica para driblar doenças relacionadas à obesidade e visando mais qualidade de vida.

Aidan deixa a esposa, Denise, e os filhos Aidan Victor e Bruna. Em agosto, eles chegaram a comemorar o Dia dos Pais juntos de dentro do hospital. O velório será realizado na Câmara Municipal de Santo André, a partir das 16h30 deste domingo, restrito a familiares e amigos próximos em respeito aos protocolos contra a Covid-19. O enterro ocorrerá no cemitério da Vila Pires, às 09h desta segunda-feira (11).

No Dia dos Pais deste ano, Aidan recebeu a visita dos filhos e da esposa Denise no Hospital Christóvão da Gama, onde seguia em tratamento após contrair Covid-19

Biografia

Nascido em 25 de novembro de 1961, Aidan Antônio Ravin era especialista em Ginecologia e Obstetrícia. Tinha consultório da região da Vila Luzita e atendia também na rede pública andreense, onde era concursado.

Em 2004, foi eleito vereador pelo PDT e quatro anos depois se tornou prefeito de Santo André pelo PTB, tendo exercido mandato de 2009 a 2012. Aidan venceu o candidato do PT, Vanderlei Siraque, por 55% a 45%. Em 2012, ao disputar a reeleição, perdeu no segundo turno para o também petista Carlos Grana, por 53% a 46%.

Nas eleições de 2020, foi candidato a vereador, mas com 1.548 votos não conseguiu voltar à Câmara Municipal. Com sequelas físicas em razão da Covid-19, sua campanha acabou comprometida. Quatro dias antes do primeiro turno, ele divulgou um vídeo em suas redes sociais no qual aparecia bastante debilitado. Antes de ser infectado pelo novo coronavírus, o ex-prefeito chegou a ser anunciado como vice na chapa encabeçada por Ailton Lima (PSB) para a disputa ao Executivo.

Aidan não conseguiu fazer campanha para vereador; chegou a divulgar um breve vídeo em 11 de novembro, agradecendo pela saúde e pela vida, com os dizeres “quero trabalhar pela cidade”

Desde que deixou a Prefeitura, Aidan nunca mais venceu uma eleição que disputou. Ao longo de sua trajetória política, ele ainda foi candidato a deputado estadual em 2006 e a federal em 2014. Além de PDT, PTB e Republicanos, foi filiado ao PPS, ao PSB e ao Podemos.

Leia também:

Prefeitos tomam posse no ABC; em São Caetano tem início mandato tampão

COMPARTILHAR: