ABC - Economia -

Madero inaugura primeiro restaurante da rede no ABC

O mercado gastronômico do ABC passa a contar com uma unidade da famosa rede paranaense de restaurantes premium Madero, que chega a 86 operações no Brasil. Com a inauguração da unidade de Santo André – na noite desta quarta (08) para convidados e aberta ao público a partir desta quinta (09) -, segue um arrojado plano de expansão da marca, que ainda mira as cidades de São Bernardo e São Caetano.

Segundo Giuglio Munaretto, gerente de Operações do Madero, até o final de 2017 a meta é chegar a 124 unidades, sendo 17 inaugurações apenas no estado de São Paulo. Mas por que só agora o ABC, considerado sempre tão estratégico no mundo dos negócios? “Começamos no Paraná (em Curitiba), fomos para Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Apostamos no interior do país para depois investir no estado de São Paulo e agora na região metropolitana, incluindo o ABC. Solidificamos o negócio para atender esse mercado tão exigente. Santo André tem muito potencial”, comenta.

Fundada pelo chef gourmet Junior Durski, em 2005, o Madero – cuja expansão começou a se consolidar em 2010 – está hoje em 11 estados brasileiros, além do Distrito Federal. Há ainda um restaurante em Miami (cinco novos estão previstos para este ano nos Estados Unidos). A recém-inaugurada unidade andreense, no 1.747 da avenida Portugal, segue o modelo container da marca, com perfil jovem, cardápio mais enxuto e aposta na sustentabilidade.

Munaretto explica que, embora já tenha trabalhado com franqueados, o Madero optou por assumir o comando de todas as suas unidades. “Dessa forma temos o controle de tudo e garantimos a qualidade. Produzimos em Ponta Grossa (PR) tudo o que servimos, exceto hortifrutis. O processamento das carnes e os pães são por nossa conta, por exemplo. Também controlamos a logística de distribuição, sendo que a operação mais distante de nossa fábrica é a de Salvador (BA).”

Além da especialidade em hambúrgueres, o restaurante oferece opções como o cheeseburger gourmet. Também faz sucesso o palmito assado e o cardápio fit, com carnes com 15% menos gordura. Entre as sobremesas, o destaque é o petit gateau de doce de leite (os bolinhos, inclusive, são de fabricação própria).

Uma segunda unidade em Santo André está nos planos, assim como estudos já vem sendo realizados para a escolha do local do restaurante de São Bernardo. Em São Caetano, o processo está mais adiantado. Em junho, será inaugurado o Madero no ParkShopping São Caetano. “Nesse caso, a operação segue nosso modelo tradicional, o Steak House, com cardápio completo, que sempre levamos para shoppings”, conta Munaretto.

Num primeiro momento, estão sendo investidos R$ 5,5 milhões na região (R$ 1,5 milhão em Santo André e R$ 4 milhões em São Caetano) e gerados 65 empregos diretos e 210 indiretos. Entre 2013 e 2015, o Madero foi a 14ª empresa que mais cresceu no Brasil (55%), segundo o ranking da Deloitte – fechou 2016 com faturamento de R$ 446 milhões.

Durski, o fundador e presidente, pretende concretizar em poucos meses a venda de 15 a 20% da empresa para pagar dívida com a gestora HSI (conversas com alguns fundos de investimentos estão avançadas). Com a sociedade, visa atingir sua meta de expansão. Fala-se em 200 unidades até 2018 e faturamento de R$ 740 milhões ao fim deste ano.

Leia também:

1º Salão do Imóvel do ABC será realizado em março para aumentar vendas e diminuir estoques

Compartilhar: