ABC - Sociedade -

Grupo teatral da FEASA ensaia “Hermanoteu na Terra de Godah”

Montagem beneficente estreia em novembro em prol da Federação das Entidades Assistenciais de Santo André; jornalista e apresentador Celso Zucatelli fará participação especial 

A FEASA (Federação das Entidades Assistenciais de Santo André) já está na fase final dos ensaios de seu projeto teatral que chega à 23ª edição neste ano. O grupo irá apresentar “Hermanoteu na Terra de Godah”, comédia de sucesso da Cia. Os Melhores do Mundo – que está prestes a completar 25 anos em cartaz -, entre os dias 07 e 10 de novembro, no Teatro Municipal de Santo André.

“Só temos que agradecer aos comediantes que gentilmente cederam os direitos desse excelente texto. O riso, com certeza, já está garantido, pois nosso elenco vem arrasando nos ensaios”, comenta Eunice Santos, produtora do espetáculo, dirigido e adaptado por César Gustus.

O elenco é composto por atores profissionais e amadores (há empresários, donas de casa, profissionais liberais etc.) – todos voluntários. Como já é tradição, o projeto conta ainda com a participação de personalidades andreenses ou de figuras públicas das mais diversas áreas. Entre os convidados especiais deste ano estão a atriz Maria Rocha, da região do ABC, e o jornalista e apresentador de TV, Celso Zucatelli.

“Não nasci em Santo André, mas fui criado aqui, primeiro na região central e depois na Vila Gilda, então, me considero andreense. Estou muito feliz com o convite não só porque considero o texto maravilhoso, mas pela realização de estar num trabalho social em benefício da FEASA. É algo muito especial e a galera vai adorar”, diz Zuca, que fará um divertido Vendedor de Pomadas, especialmente criado nesta adaptação, além do personagem Jesus, que assumiu após o falecimento do jovem Ivan Machado, aos 31 anos, no último domingo (20).

Ivan, conhecido na cena dos motoclubes da região do ABC como Caramelo, estava em sua quarta peça teatral em prol dos projetos da FEASA – as outras foram “Lisbela e o Prisioneiro” (2014), “O Santo e a Porca” (2017) e “Apocalipse em Caruaru” (2018). Além de Jesus, interpretaria Isaac, personagem icônico da montagem original e dono do bordão “Hermanoteu, véi!!!”. Isaac será vivido agora pelo ator Lucas Nery, que também fará o gladiador Gladistone.

“Apesar do baque de receber a notícia da partida do Ivan próximo da nossa estreia, toda a equipe se uniu ainda mais e encontrou forças para seguir com o projeto. Em todas as apresentações, faremos uma homenagem ao nosso amigo”, conta o diretor.

O humorista Gustavo Mendes, famoso pela imitação da ex-presidente Dilma Rousseff, também abraçou a causa e fará a voz de Deus – na versão original esse off ficou a cargo de Chico Anysio (1931-2012). Aluno da APAE  de Santo André, Michael Willians estará pela segunda vez nos palcos (a primeira foi no ano passado), reforçando o caráter inclusivo do projeto teatral da FEASA.

Grupo fará homenagem ao ator voluntário Ivan Machado (centro)

Michael Willians, jovem com deficiência intelectual, fará sua segunda participação no Projeto Teatral da FEASA

O projeto

Desde 1990, o grupo teatral da FEASA promove espetáculos com o objetivo de arrecadar recursos para a Federação das Entidades Assistenciais de Santo André, que vai completar 50 anos em 2020, junto à iniciativa privada e à sociedade civil. O sucesso das montagens anteriores motiva o grupo a lançar a cada ano uma nova produção.

A FEASA promove um trabalho de capacitação e assessoria para organizações de diversos segmentos do terceiro setor em Santo André. Atualmente, são 37 entidades federadas, mas a rede assistida abrange um total de 60 instituições, com serviços para pessoas em situação de vulnerabilidade social, dependentes químicos, idosos, crianças e adolescentes vítimas de violência, soropositivos e mulheres com câncer de mama, entre outros.

Sinopse

A história da peça se passa no tempo do Antigo Testamento. Hermanoteu (papel do jornalista, repórter e apresentador de TV Gustavo Baena, editor do Blog do Baena) é um hebreu comum, um simples pastor da Pentescopéia. Certo dia, um anjo (Tito Martins) aparece e lhe dá uma missão divina: peregrinar e libertar o povo da Terra de Godah. Durante sua jornada, o herói enfrenta grandes desafios e se envolve em muita confusão. Ele se depara com personagens históricos, bíblicos ou inventados pelos autores, sem qualquer compromisso com cronologia ou religiosidade, apenas com o humor. A caricatura é tempero da saga desse enviado de Deus.

“Estou muito honrado por estar, pelo segundo ano consecutivo, no projeto teatral da FEASA, unindo cultura e solidariedade em prol de uma enorme rede socioassistencial. Tudo começou em 2018, numa participação especial em ‘Apocalipse em Caruaru’, e saímos do Nordeste brasileiro para a Terra de Godah com o desafio de viver Hermanoteu nesse espetáculo divertidíssimo que, não à toa, segue lotando teatros com Os Melhores do Mundo. Queremos que o público ‘morra de rir’, mas tenha a certeza de que a causa é muito séria e nobre”, afirma Baena.

Gustavo Paquieli (Guarda de Gião 2), Gustavo Baena (Hermanoteu) e Alexandre Kail (Guarda de Gião 1)

Gustavo Baena (Hermanoteu), Tito Martins (Anjo), Tatty Ramalho (Rainha Cleópatra) e Gabi Sterzek (Serva da Rainha)

Oswaldo Lupinetti (César e Godo 1) e Ério Girelli (Estróbulos e Godo 2)

Karen Alves (Micalatéia): “Hummm, Micalatéia!!!”

(Fotos: Flávia Ribeiro e Blog do Baena)

*Foto principal: O diretor César Gustus e Gustavo Baena com os convidados Celso Zucatelli e Maria Rocha 

Confira os bastidores de um dos ensaios:

 

Leia também:

Centro Hospitalar de Santo André recebe super-heróis alpinistas em ação de Dia das Crianças

 

 

 

 

 

Compartilhar: