ABC - Sociedade -

Expulso do “BBB 17”, Marcos é processado por colega com quem trabalhou no ABC

O médico Marcos Harter, expulso do “Big Brother Brasil 17”, na noite desta segunda-feira (10), sob acusação de agressão à participante Emilly (com quem namorava dentro da casa da Rede Globo), responde a um processo por danos morais no Grande ABC. A ação partiu de Elaine Cristina Minatti, com quem ele trabalhou num hospital em Diadema.

A antiga colega de trabalho do médico pede R$ 50 mil de indenização por ter sido exposta pelo médico. Marcos teria compartilhado fotos dela no Facebook. A informação foi confirmada por Patrícia Zaparoli, advogada de Elaine, ao jornal Extra, do Rio de Janeiro.

O processo contra Marcos foi aberto em São Bernardo, em 2013, mas a ação está parada desde então, pois o médico não foi encontrado por oficiais de Justiça para ser citado. Em resumo: não foi informado oficialmente que está sendo processado – e, enquanto isso não ocorre, a ação não “anda”.

Segundo a advogada, ao longo de três anos, Marcos mudou diversas vezes de endereço (a atual clínica do cirurgião plástico fica na cidade de Sorriso-MT). Ao ver que ele foi confinado na casa do “BBB”, Patrícia chegou a dar o endereço da Rede Globo para que assinasse o documento. Sabe-se que, antes de ser expulso, o gaúcho recebeu a visita de um oficial de Justiça para assinar o mandado de citação. Mais detalhes não foram revelados, pois o processo corre em segredo de Justiça desde que o médico entrou no programa.

Na decisão para que o mandado fosse emitido, o juiz Marcelo Nobre de Almeida, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, determinou que a informação de que Marcos é um participante do reality show fosse incluída no mandado. Ele determinou ainda agilidade na citação: “(…) com urgência, inclusive por oficial de Justiça de plantão“.

A advogada acredita que, além das denúncias de agressão, esse caso também possa ter estimulado a expulsão do médico da atração. Marcos tem 15 dias para contestar a ação contra ele.

Expulsão

Marcos foi expulso do reality show depois de mais uma briga com Emilly. Mais de 50 mil denúncias de internautas foram encaminhadas à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio. A delegada Marcia Noeli Barreto informa que o médico será ouvido na própria delegacia. Emilly só deve ser ouvida na segunda-feira (17).

Confinado num hotel carioca desde a eliminação, Marcos se pronunciou sobre a briga em sua conta no Twitter, na madrugada desta terça-feira (11). “(…) Jamais tive a intenção de machucar física ou emocionalmente uma pessoa pela qual nutri tanto carinho e afeto. O programa tem um formato destinado a levar nosso emocional ao limite e, consequentemente, os nervos à flor da pele. (…) Estou surpreso com tudo o que está acontecendo. Peço desculpas a todos os envolvidos, Emilly e sua família, demais participantes e a todo Brasil“, publicou o médico.

Processo por danos morais contra Marcos cobra indenização de R$ 50 mil

Processo por danos morais contra Marcos cobra indenização de R$ 50 mil

Juiz do TJ-RJ pede que oficial de Justiça vá até a casa do “BBB” entregar mandado de citação ao médico Marcos Harter

Juiz do TJ-RJ pede que oficial de Justiça vá até a casa do “BBB” entregar mandado de citação ao médico Marcos Harter

(Informações do jornal Extra; fotos: reprodução/TV Globo)

 

Compartilhar: