ABC - Economia -

Empresa argentina assume espaço do antigo Moinho Santo André e gera 500 empregos

Tradicional na cidade, o antigo espaço do Moinho Santo André, na avenida dos Estados 1.345, reabriu as portas, agora sob a administração do argentino Moinho Canuelas. A inauguração ocorreu nesta quinta-feira (26).

A empresa argentina é uma gigante na produção de farinha de trigo e produtos afins. Em Santo André, vai gerar um total de 500 novos empregos, entre diretos e indiretos. E o grupo já cogita expansão no município.

O Moinho Canuelas assinou contrato para subarrendar o espaço e poderá utilizar as instalações do antigo Moinho Santo André por um período de 30 anos. A previsão é que sejam produzidas 180 mil toneladas anuais de farinha no local.

O prefeito Paulo Serra (PSDB) esteve na inauguração e frisou que a reabertura do moinho – agora rebatizado e com os argentinos à frente – é reflexo do momento positivo vivido pela economia andreense, o que gera “boas notícias para a cidade”. “É uma honra ter este grupo em Santo André e simbólico o que representa este lugar voltar a receber atividades. O Moinho Canuelas é mais um exemplo que estamos no caminho certo no trabalho de recuperação da cidade”, afirmou.

Prefeito Paulo Serra esteve reunido com diretores do Moinho Canuelas, que prevê a produção de 180 mil toneladas anuais de farinha e já projeta expansão em Santo André

Segundo o diretor institucional do Moinho Canuelas, Gustavo Segré, o trabalho do grupo industrial não se reflete apenas no desenvolvimento econômico e no crescimento de mercado, mas no envolvimento com a sociedade andreense. Por isso, a empresa realizará ações sociais em conjunto com o núcleo coordenado pela primeira-dama Ana Carolina Barreto Serra e com o Fundo Social de Solidariedade.

“Vamos nos integrar com a padaria artesanal e fornecer material, aulas práticas, ajudando no que pudermos. Além disso, às quartas-feiras, doaremos pães fabricados aqui para serem distribuídos para a população da cidade”, comentou Segré.

Na área cultural, vem sendo estudada a possibilidade de o Moinho Canuelas apoiar o Coro de Santo André, por meio de lei de incentivo. O evento de inauguração do empreendimento contou também com a presença do cônsul-geral da Argentina, Luis Castillo.

Novos empregos

O Moinho Canuelas ainda aguarda uma solicitação feita à Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) para que possa funcionar 24 horas, o que resultará em aumento da produção e novas contratações. “Estamos consolidados na cidade e temos muito para crescer. Queremos trabalhar mais, empregando mais gente e trazendo mais riqueza para Santo André”, enfatizou o diretor executivo da empresa, Ricardo Souza.

Sobre o moinho

Fundado em 1931, o Cañuelas (na identidade brasileira o ñ deu lugar ao n) é um dos primeiros produtores de farinha do mundo e o primeiro produtor e exportador da Argentina. O grupo conta com 21 plantas produtoras na Argentina, no Uruguai e no Brasil, além de escritórios comerciais no Chile e na Bolívia. Por aqui, já opera um moinho em Salvador, na Bahia.

Leia também:

Prefeito Paulo Serra detalha pacote de obras e projetos, que inclui reabertura da UPA Perimetral

Compartilhar: