ABC - Economia -

Com investimento de R$ 250 milhões, Hospital e Maternidade São Luiz abre nesta quarta, em São Caetano

A Rede D’Or abre nesta quarta-feira (14) ao público as portas do novo Hospital e Maternidade São Luiz, em São Caetano. O empreendimento de alto padrão, que vai reforçar a rede privada de saúde do ABC, foi inaugurado nesta terça-feira (13), em evento para convidados e autoridades.

O investimento gira em torno de R$ 250 milhões – pouco mais de quatro anos se passaram entre o lançamento da pedra fundamental da obra e a abertura desta que é a primeira unidade São Luiz na região – e a primeira fora da capital paulista. A expectativa é gerar 1.500 empregos até o próximo ano, mas inicialmente foram 500 contratações (a capacidade total é de 300 leitos; 50 disponibilizados num primeiro momento).

São 12 andares e moderna infraestrutura, que inclui pronto atendimento adulto, pediátrico e obstétrico; UTI geral e neonatal; além de equipamentos de ponta nos centros cirúrgico, cardiológico e de diagnósticos. A área total é de 37 mil m². Devido ao porte do hospital, a previsão é chegar ao patamar de 2.500 internações/mês e 1 mil pacientes/dia no pronto atendimento – isso vai depender das negociações com as operadoras de saúde (já em andamento).

Segundo Carlos Lotfi, diretor-geral do Hospital e Maternidade São Luiz – São Caetano, a inauguração da unidade simboliza o crescimento da Rede D’Or, líder nacional de mercado em volume de leitos privados. São 35 hospitais em quatro estados brasileiros. “Num momento de crise econômica, abrir leitos e contratar 500 funcionários é algo raro e representa nossa motivação em continuar crescendo, além de reforçar nossa missão que é recuperar a saúde de nossos pacientes”, frisou.

No ABC desde 2010, a Rede D’Or está também em Santo André (hospitais Brasil e Bartira) e São Bernardo (hospitais Assunção e Ifor), além de contar com o Hospital Ribeirão Pires, cuja revitalização está prevista, mas ainda sem prazo determinado.

Termo de cooperação

Na úlitma segunda-feira (12), diretores do hospital assinaram um termo de cooperação com a Prefeitura de São Caetano. O acordo prevê melhorias urbanísticas e no paisagismo do entorno (o hospital é vizinho do complexo Espaço Cerâmica), além da revitalização da EMI Claudio Mussumeci. Algumas benfeitorias já foram realizadas na região, incluindo a readequação do sistema viário, com a instalação de sinalização semafórica, e a construção de rede de captação de águas pluviais.

José Auricchio Júnior e Rodrigo GavinaAlém de Lotfi, estiveram no Palácio da Cerâmica o vice-presidente da Rede D’Or São Luiz, Rodrigo Gavina (na foto com o prefeito José Auricchio Júnior, do PSDB, que em fevereiro visitou as instalações, em fase final da obra); o diretor regional (ABC) da rede, Maurício Uhle; e o diretor médico da unidade São Caetano, Luiz Antonio Della Negra. Eles foram recebidos pelo chefe do Executivo e por secretários municipais. Alguns vereadores também acompanharam a assinatura do termo.

 

Leia também:

Sonda São Bernardo deixa de funcionar 24 horas em julho

 

Compartilhar: