ABC - Política -

Christóvão da Gama é o primeiro a aderir ao “Saúde Fila Zero” e vai atender 10 mil pacientes ao mês

A Prefeitura de Santo André oficializou no final da tarde desta quarta-feira (03) o credenciamento do Hospital e Maternidade Christóvão da Gama ao programa “Saúde Fila Zero”, lançado no último dia 08 de abril. A partir de aprovação na Câmara, hospitais e clínicas particulares poderão compensar dívidas tributárias com o município com a realização de exames e consultas.

Por uma questão de sigilo fiscal e tributário, além de opção da diretoria do hospital, não foi revelado o valor devido à Prefeitura. Segundo Walmir Batista de Moraes, diretor administrativo e financeiro do Christóvão da Gama, os débitos se referem ao ISS (Imposto Sobre Serviços) dos anos de 2013, 2014 e 2015. “Foi um movimento do mercado e também em razão de investimentos que estávamos fazendo. Ainda tivemos problemas com repasses de convênios, o que não gerou receita. Esperávamos viabilizar o caixa, mas tivemos que tomar decisões, priorizando o pagamento de salários. Em 2016, voltamos a pagar os impostos em dia e neste ano também está tudo em ordem”, justificou.

No Christóvão da Gama – há 62 anos na cidade – serão realizados, em princípio, exames de ultrassonografia e consultas. O atendimento aos pacientes começa na próxima segunda-feira (08). “Podemos atender dentro de qualquer uma de nossas 60 especialidades médicas, porém, dependemos dos encaminhamentos feitos pela Prefeitura. Os detalhes estão sendo definidos”, explicou o diretor técnico do hospital, Newton Takashima. “Ficamos felizes em poder acertar nossa situação por meio desse sistema e beneficiar os munícipes que necessitam de atendimento.”

Os valores praticados constam em decreto publicado no dia 24 de abril. Outras unidades privadas já vem procurando a Prefeitura de Santo André, após chamamento público aos interessados em aderir ao programa. Do total de débitos de cada devedor, 25% devem ser destinados à Educação (não entram, portanto, na compensação tributária). A Clínica Médica Ana Rosa também já procurou o Executivo. “Como é um projeto novo requer atenção e há questões de confidencialidade. Estamos analisando documentações e verificando quais empresas se enquadram no projeto. No momento certo, faremos o anúncio de novos parceiros”, comentou a secretária municipal de Saúde, Ana Paula Peña Dias.

Fila de espera

Santo André possui a maior demanda reprimida de todo o ABC. No total, eram 128.497 exames e consultas represados. Enquanto esperava o projeto para trocar dívidas por atendimentos na rede particular ser aprovado no Legislativo, a Prefeitura iniciou outras frentes do programa “Saúde Fila Zero” – como o mutirão de especialidades e a Carreta da Mamografia (em parceria com o governo do Estado), atendendo 17.216 pacientes.

Entre a última semana de maio e a primeira de junho, está previsto um novo mutirão nos bairros e espera-se atender 10 mil pessoas (em abril, foram 8 mil). Com a expectativa dos 10 mil atendimentos no Christóvão da Gama ao final do primeiro mês, deve-se chegar a uma redução de mais 20 mil consultas e exames da fila.

“Importante deixar claro que não são apenas números. Não é simplesmente zerar filas. Priorizamos o atendimento humanizado e de qualidade, seja na rede particular ou na pública”, defendeu o prefeito Paulo Serra (PSDB). “Esse trabalho terá continuidade com a chamada contra referência. É fundamental que os atendidos voltem depois para suas unidades de saúde de origem, onde ficarão vinculados ao programa Saúde da Família, que será ampliado no município”, completou Ana Paula.

Uma comissão especial foi formada para acompanhar todos os trâmites e atendimentos do “Saúde Fila Zero”. Além dos profissionais do Executivo – dois da área de Finanças (Monise Pereira dos Santos e Fernando José dos Campos) e dois da Saúde (Alessandra Bartoli Cambeses Alves e Gisela Aparecida de Souza Matheus) -, os vereadores Marcos Pinchiari (PTB) e Sargento Lôbo (SD) integram o grupo. “Esse projeto será um divisor de águas em nossa cidade, tenho certeza. Vou acompanhar desde o processo para a adesão dos interessados à atenção dispensada aos munícipes. É muito importante conversar com os administradores e fiscalizar, ouvir do paciente oriundo da rede pública se ele está sendo tão bem atendido quanto o que está sentado ao seu lado e é da rede privada, por exemplo. E saúde é a minha área”, disse Pinchiari, que acompanhou o prefeito no hospital.

Dona Benedita de Lourdes esperava há 03 anos por uma tomografia de crânio

Dona Benedita de Lourdes esperava há 03 anos por uma tomografia de crânio

Para marcar a adesão do Christóvão da Gama, dois atendimentos foram realizados nesta quarta-feira. A aposentada Benedita de Lourdes Santos Canhassi, da Vila Eldizia, fez uma tomografia de crânio e Terezinha Maria Dias, também aposentada, um ultrassom de mamas, agendado há dez meses. Os contatos foram feitos na véspera. “Achei que era trote quando a Central de Saúde me ligou, afinal, foram três anos aguardando, entre a passagem no médico para a consulta e a realização do exame”, contou dona Benedita de Lourdes, que é moradora do Jardim Alvorada.

 

Leia também:

Prefeito de Santo André assume presidência da Agência de Desenvolvimento Econômico do Grande ABC

 

 

Compartilhar: