ABC - Sociedade -

“Apocalipse em Caruaru” chega ao teatro do Clube Atlético Aramaçan

Após quatro apresentações no Teatro Municipal de Santo André, com público médio de 200 pessoas por noite, a comédia teatral “Apocalipse em Caruaru” será encenada no Clube Atlético Aramaçan. As sessões extras ocorrem nesta quarta (17) e quinta (18), às 20h, com toda a renda revertida para a FEASA (Federação das Entidades Assistenciais de Santo André).

Escrita em 1967 pelo pernambucano Aldomar Conrado (1936-2018), a peça é uma adaptação de “O Apocalipse ou O Capeta de Caruaru”. O autor buscou inspiração nos gêmeos da “Comédia dos Erros” e nas bruxas de “Macbeth”, de Willian Shakespeare, e transportou a ação para o nordeste brasileiro, referendado na literatura de cordel.

Felipe Paquieli e Dover Buzoni em cena

Ana Santilli é mãe de uma das duplas de gêmeos da história (com Dover Buzoni)

Em plena ditadura militar, duas bruxas lançam uma maldição e o resultado é muita confusão e coisas extraordinárias acontecendo em Caruaru, depois que uma cigana separa duas duplas de gêmeos de suas mães, no interior de Pernambuco. Entre os fatos estranhos estão uma moça que não para de crescer e quer casar com um cavalo com cabeça de gente, uma morta que volta do além e uma mulher que come dois bois por dia.

O grupo teatral da FEASA, chamado Unindo Cultura & Solidariedade, reúne em seu elenco atores profissionais e amadores, todos voluntários. Os convidados especiais deste ano são o chef de cozinha Arthur Sauer, a influenciadora digital e ex-BBB Nayara de Deus, a atriz e ex-assistente de palco do SBT Alessandra Scatena e o jornalista e apresentador de TV Gustavo Baena, além de Michael Willians de Souza, educando da APAE de Santo André. A direção é de César Gustus.

Sila Rocha e Alessandra Scatena: comédia recebeu elogios após apresentações no Municipal

Sara Guimarães e Alexandre Kail: inspiração nas bruxas de Shakespeare, mas com toque nordestino

A montagem tem recebido elogios devido às atuações, produção e cenário, com proposta sustentável. Além da bilheteria no Municipal, foram arrecadados R$ 502,00 em doações espontâneas. Após cada apresentação o público foi motivado a fazer a diferença e ser como um “guindaste” para a FEASA, uma alusão ao texto. O personagem Antônio das Almas (Gustavo Baena) faz de tudo para conseguir um guindaste para Caruaru e assim salvar sua filha Sigismunda (Babi Luksevicius). Para isso, ele compra briga com o prefeito da cidade, Antônio Cipriano (Felipe Paquieli). 

Arthur Sauer, Sila Rocha, Gustavo Baena (editor do Blog do Baena), Euclides Draghi e Zé Luiz Finhana

Ana Santilli, Ério Girelli, Felipe Paquieli, Dover Buzoni, Gustavo Baena, Ivan Machado e Babi Luksevicius: guindaste

Serviço

“Apocalipse em Caruaru”

Teatro do Clube Atlético Aramaçan – Rua São Pedro, 345 – Bairro Silveira – Santo André

Dias: 17 e 18 de outubro de 2018

Horários: quarta e quinta-feira, às 20h

Capacidade: 240 lugares, com acesso para deficientes

Ingressos: R$ 30 (estudantes, maiores de 60 anos e professores da rede pública pagam meia; preço especial para associados do Aramaçan: R$ 20)

Vendas: na bilheteria do C.A. Aramaçan ou na FEASA (informações: 4436-7477, em horário comercial)

Aceita cartões de débito e crédito (na bilheteria)

Classificação etária: 10 anos

Duração: 1h30

www.feasa.org.br  

(Foto principal: Dover Buzoni, Marcella Romanov, Sila Rocha, Euclides Draghi, Marina Ballarini, Felipe Paquieli e Eliana Vaz / Créditos: Divulgação)

Leia também:

Santo André terá primeiro Quarteirão da Segurança no início de 2019

Compartilhar: