ABC - Política -

Prefeito Kiko garante que Ribeirão Pires não perderá título de estância turística

Os projetos do Boulevard Gatronômico e do Parque Oriental foram apresentados nesta segunda (24) na sede da ACIARP (Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Ribeirão Pires) aos comerciantes da cidade e ao secretário estadual de Turismo, Laércio Benko. Na ocasião, o prefeito Kiko Teixeira (PSB) enfatizou que Ribeirão Pires “tem feito a lição de casa” e não perderá o título de estância turística.

“Somamos esforços desde o início da gestão para a preservação desse título e recebemos mais uma boa notícia por parte do governo do Estado. O fantasma do ‘rebaixamento’ de nossa estância está e permanecerá no passado”, comemorou.

As obras do boulevard, na região central, e do parque, onde hoje funciona o camping, serão possíveis a partir da liberação R$ 4 milhões referentes a 2014 – que não foram repassados por irregularidades na execução do convênio com o DADE (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias) – e de novos recursos (R$ 2,8 milhões, provenientes do DADETUR 2017) . “Havia valores engessados pela gestão anterior. Com o destravamento, um tempo de dias melhores começa em nossa cidade”, cutucou Kiko, cuja gestão já iniciou o desmonte do que seriam as obras do teleférico de Ribeirão Pires, defendido por seu antecessor Saulo Benevides (PMDB).

Parceria

Na última sexta-feira (21), a Prefeitura de Ribeirão Pires firmou parceria com o Senac para o desenvolvimento de atividades voltadas ao fortalecimento do turismo local. A instituição irá prestar assessoria técnica para representantes da administração e da sociedade civil, inclusive do Conselho Municipal de Turismo, para a elaboração do Plano Diretor do Turismo, em cumprimento à Lei Complementar Nº 1.261, de 2015.

O vice Gabriel Roncon; o secretário municipal Marcelo Menato; o prefeito Kiko; Erika Rorhbacher e Luciane Santo, do Senac: elaboração do Plano Diretor do Turismo

Esta é uma das medidas necessárias para assegurar a manutenção do título de Estância Turística ao município – o Plano Diretor de Turismo é uma das exigências do Estado. O Senac irá promover programa de seis módulos, durante período estimado de seis meses, que contará com assessoria educacional para que, ao final das atividades, os participantes (indicados pela Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico de Ribeirão Pires) elaborem o Plano.

Durante os módulos, serão abordadas questões relacionadas à governança no turismo; diagnóstico da atividade turística; elaboração de diretrizes para o turismo; desenvolvimento de mapa turístico; elaboração de plano de ação do turismo; e pacto territorial.

A Lei Complementar Nº 1.261, de 2015, estabelece condições e requisitos para a classificação de Estâncias e de Municípios de Interesse Turístico. Entre os pontos exigidos estão: ter Plano Diretor de Turismo aprovado e revisado a cada três anos; dispor de equipamentos e serviços turísticos, como meios de hospedagem, serviços de alimentação, de informação e receptivo turístico; dispor de infraestrutura de apoio turístico; e manter Conselho Municipal de Turismo devidamente constituído e atuante.

Leia também:

Restauração de espaços marca abertura do Festival de Inverno de Paranapiacaba

Compartilhar: